Desalma: Globoplay lança série de suspense que promete ser sucesso

Desalma Globoplay

Produtores e elenco apresentaram Desalma, nova série do Globoplay

Desalma é a série que promete ser o mais novo sucesso do Globoplay. Produção original, filmada no ano passado, a atração chega ao catálogo da plataforma nesta quinta (22), com ar de suspense e terror. No entanto, é ao intrigar o espectador a descobrir os próximos acontecimentos que a série promete fisgar os assinantes, dando o que falar.

Continua após as recomendações

Criada e escrita por Ana Paula Maia, com direção artística de Carlos Manga Jr., a obra é um drama sobrenatural cheio de mistérios e acontecimentos enigmáticos. Cássia KisCláudia Abreu e Maria Ribeiro têm papéis de destaque na trama, que tem como pano de fundo a mitologia eslava, envolve uma cidade, uma festa e duas épocas.

Sinopse

Em 1988, a morte de uma jovem choca a população de Brígida, pequena cidade do Sul do Brasil. A tradicional festa pagã Ivana Kupala, onde tudo aconteceu, é banida do calendário desde então.

Continua após a publicidade

Trinta anos depois, a comunidade de colonização ucraniana decide que está na hora de deixar os traumas para trás e retomar a celebração. Brígida, porém, nunca esteve tão assombrada pelos mistérios do passado quanto agora: em 2018, uma série de acontecimentos estranhos perturba os habitantes, enquanto eles se ocupam dos preparativos. Três mulheres são marcadas por transformações e perdas, e rituais de bruxaria são capazes de reverter até mesmo a morte.

Às vésperas da noite mais escura do ano, quando almas das trevas têm o poder de caminhar sobre o mundo dos vivos, a floresta parece atrair os ingênuos para seu interior frio, de árvores altas, onde eventos sobrenaturais assombram os integrantes das famílias envolvidas na tragédia do passado. Neste suspense sobrenatural, os mistérios se multiplicam até a revelação surpreendente de como todos eles se conectam.

Designer de Dark e Cold Hell está a bordo

A sonoplastia e a trilha sonora são elementos fundamentais para construir toda a atmosfera sobrenatural de Brígida, pequeno vilarejo de imigrantes ucranianos no sul do Brasil. Sons e ruídos atravessam as sequências e ajudam a imprimir um universo fluido, único e misterioso.

Para isso, a equipe de pós-edição da obra contou com consultoria do sonoplasta alemão Alexander Wurz, especialista em produções do gênero de suspense sobrenatural que tem no currículo obras como The Dark Valley, Cold Hell e Dark. “O convite para ser um consultor criativo para uma série dramática sobrenatural foi muito emocionante porque o desafio era priorizar cenas-chave da série. Analisamos como podíamos transpor e destacar cenas importantes e implementá-las em um design de som criativo”, pontua Alexander.

A trilha sonora sempre foi um pilar essencial para o gênero. Contudo, é um gênero que pode facilmente cair no óbvio, em clichês clássicos. A nossa primeira premissa foi estar o mais longe disso tudo. Quando o Manga me disse que queria música eletrônica e me trouxe um conceito todo elegante e moderno, eu amei”, explica Alexandre de Faria, Produtor Musical e responsável pela composição da música original da série.

Autora está animada

Grande fã de histórias do terror, a estreia de Ana Paula no audiovisual não poderia ser diferente: A premiada escritora de livros, vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura, se mudou do Rio de Janeiro para Curitiba há quatro anos, onde começou a identificar os costumes e tradições de outros povos. “Meu primeiro impacto foi na comida, até que eu comecei a ver os bosques, os parques da cidade, as festas típicas, os vários grupos folclóricos. Achei isso muito impressionante e pensei que o resto do Brasil precisava conhecer o que existe ali”, conta Ana Paula.

Foi em Prudentópolis, cidade do Paraná, que a escritora se aprofundou nas tradições da Ucrânia e se inspirou para a série. “O leste europeu é extremamente místico. Peguei essa atmosfera muito rica culturalmente para uma história com elementos sobrenaturais. A ideia é trazer um costume diferente, que é lindo e está praticamente apagado, e que também faz parte do Brasil”, completa.

Claudia Abreu é uma das protagonistas de Desalma. Imagem: Divulgação.

Coletiva com elenco e produtores

O Mix de Séries, a convite do Globoplay, conferiu o primeiro episódio da série e esteve presente na coletiva virtual de lançamento da série, que aconteceu nesta segunda (19). No evento, estavam presentes a autora Ana Paula Maia, o diretor ator artístico Carlos Manga Jr. e as atrizes Cássia Kis, Claudia Abreu e Maria Ribeiro.

Foi comentado sobre as inspirações que a série trouxe para a trama. Ana Paula disse sobre as produções de terror dos anos 1980, e como que elas a influenciaram na hora de construir o texto de Desalma. Ela também citou a série Arquivo X, que tem um toque do gênero mostrado no novo drama do Globoplay. “Esse gênero já foi tentado no Brasil, mas não deu certo antes. O Brasil tinha o potencial de fazer isso, e a comunidade que Desalma se propõem a trabalhar, envolvendo a Ucrânia bem como o Leste Europeu, ajuda, a contar elementos que contribuem para o clima e o acerto da série.”

Ana Paula, além disso, falou sobre o silêncio, que é muito indicado no roteiro da série. “Ela faz parte da construção do suspense da série, e depende muito dessas pausas. Não há sustos gratuitos, e a trilha sonora é uma construção gradativa que ajuda na atmosfera.”.

Cássia Kis em Desalma

O Mix de Séries perguntou a atriz Cássia Kis sobre sua personagem, que é uma mulher enigmática, e que revela camadas emocionais intrigantes relacionados a sua filha Halyna. Então, questionamos sobre o que mais chamou atenção para a atriz em relação a “Bruxa” de Desalma, e se foi difícil representar uma bruxa que possui uma carga tão grande.

Gosto de ter a referência da Bruxa, porque ela traz dor, maldade, ou não. Mas gosto da referência. Então é mistério. Eu ainda estou amadurecendo como atriz, e o trabalho que faço sempre exige de um mergulho interno pessoal. Então preciso buscar os dramas e as alegrias primeiro dentro dela para construir”.

Desalma Globoplay

Cássia Kis em Desalma. Imagem: Divulgação.

Confira um vídeo promocional da série logo abaixo.

E você, ficou animado para o lançamento? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades das séries aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

4 comments

Add yours
    • Anderson Narciso
      Anderson Narciso 20 outubro, 2020 at 08:47 Responder

      Arthur, obrigado. Mas você só vem ao Mix para ficar “corrigindo”? Desculpa, mas isso é muito chato. Por que você faz comentários aqui no site somente para apontar erro. Nunca vejo você discutindo ou comentando outra coisa. Nos seus comentários, você só chega para vir apontar, mostrando-se saber mais que os outros. Você me vê no Seriemaníacos apontando seus erros? E olha que vejo aos montes. Mas isso se chama respeito profissional, coisa que você não tá mostrando.. Todo mundo erra, que coisa chata, cara. Parece “hater”.

  1. Avatar
    Arthur Barbosa 20 outubro, 2020 at 11:26 Responder

    Primeiro que, como leitor, eu tenho total liberdade para apontar os erros, sim, ainda mais quando se trata de uma série que eu sou super fã, igual “Sob Pressão”. Ademais, vale destacar que os erros são “gritantes”, por isso eu comento, e não por eu estar me sentindo “superior”. Escrever o nome, tanto de um personagem errado, quanto da atriz que o incorpora é, no mínimo, falta de uma pesquisa prévia. “Chato” é ler um informação errada! Mas já que eu estou incomodando, eu paro de comentar.

  2. Avatar
    Fernando 20 outubro, 2020 at 15:28 Responder

    Kiss com um ou dois S tanto faz, o importante é saber de quem se trata,e isso todos nós sabemos. Muito mimimi por conta de um S.

Post a new comment