Designated Survivor – 1×14 – Commander-in-Chief

Imagem: AV Club

Desde seu episódio piloto, Designated Survivor mostra-se uma série que não segue cerimônias ou padrões pré-estabelecidos por qualquer outro programa semelhante, parecido com um certo presidente por aí. Diferentemente do bufão da vida real, as decisões aqui tomadas mostram-se ágeis, interessantes e com uma funcionalidade ímpar para aquele episódio em particular, ou até mesmo para toda a temporada.

Imagem: What2Vue

Até o momento, tínhamos visto uma dedicação exemplar em questões domésticas, seja no relacionamento com o Congresso, com os governadores, os generais do alto escalão e entre outros. Em Commander-in-Chief, entretanto, o roteiro mostra-se sensível a trabalhar outras ideias como o papel fundamental dos Estados Unidos em resolver problemas ao redor do mundo, principalmente àqueles cujo responsável foi o próprio país.

Não há nada de novo em vermos um conflito à beira de explodir em algum país africano, bem porque o continente continua abandonado aos olhos do mundo, seja na catástrofe humanitária no Sudão do Sul ou a maneira nada ortodoxa de Jacob Zuma governar a África do Sul. Todavia, a série ganha em expandir esse leque porque nos mostra um Presidente Kirkman preocupado não só com seu país, como também com o resto do mundo.

O roteiro ainda precisará de muito conteúdo se quiser ficar forte nessas questões internacionais, mas mesmo que tenha sido importante observarmos a ampliação da visão de Designated Survivor, o grande momento deste episódio pode ser observado com a participação ilustre de Geoff Pierson, o ex-presidente que aparece para dar algumas “dicas” de gabinete ao atual chefe do executivo. O primeiro encontro dos personagens rende uma ótima sequência de diálogos, além de boas performances de ambos os atores.

Não gostei dos rumos que a tal investigação tomou, mas antes de construir uma crítica contundente aos rumos do roteiro esperarei um pouco mais para saber quais os próximos passos. Aaron foi jogado de um lado para o outro sem entender exatamente o que teria que fazer, mas o grande trunfo desse elenco de coadjuvantes é Kal Penn, uma das maiores e melhores revelações da temporada 2016/2017.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=DrPR4dvygXo [/youtube]

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours