Designated Survivor – 1×20 – Bombshell

Imagem: ABC/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

A dois episódios do Season Finale, a expectativa em torno da descoberta de como a primeira temporada de Designated Survivor terminaria era muito grande. Seja pela curiosidade em saber como que algumas narrativas serão amarradas, como que o atual showrunner deixará a série para o próximo responsável pela condução narrativa ou até mesmo apontar o que podemos esperar daqui para frente.

Continua após a publicidade
Imagem: ABC/Divulgação

O problema é que em Bombshell nenhuma dessas situações foi tratadas e os roteiristas ofereceram o mais do mesmo ao seguir esmiuçando na cansativa narrativa da conspiração, sem oferecer respostas e criar dúvidas que não serão respondidas em um Season Finale. A boa notícia é que o elenco dessa série é tão bom que esquecíamos da história para prestar atenção na qualidade cênica de Keifer Sutherland, nas nuances cômicas que Kal Penn sabe dar ao seu personagem, além da experiência de Geoff Pierson.

Continua após publicidade

Maggie Q permanece extremamente subaproveitada numa trama que parece não ir a lugar algum apesar do incentivo a ação, que ela já demonstrou fazer com maestria desde seus tempos de Nikita. A história da conspiração precisa ser levada a sério. Explodir algumas bombas aqui e ali, bater nos bandidos acolá e fazer paradas dramáticas para dar efeito não é, e nunca foi, uma boa estratégia. Designated Survivor precisa corrigir essa falha, urgentemente, para a próxima temporada.

O grande momento do episódio foi, sem sombra de dúvida, a reunião dos países membros da OTAN em Toronto no meio de uma revelação bombástica de lambanças do Presidente dos Estados Unidos. Gostei da ideia de promover um estresse com a representante do governo francês, acredito que é um retrato perto do que vem acontecendo na realidade, mas ainda acredito que o roteiro poderia ter investido mais nos diálogos e terminado a trama de uma maneira mais inteligente e não tão corrida.

Continua após publicidade

Em suma, vamos para Season Finale esperando mais bombas, mais revelações e personagens mortos porque toda série precisa terminar com um gancho para voltar com força para seu segundo ano. Espero que eles possam dar um indicativo que a segunda temporada, essencial para sua sobrevivência a longo prazo.

[spacer height=”20px”]

Meu nome é Bernardo Vieira, sou catarinense e tenho 24 anos. Sou bacharel em direito, jornalista e empreendedor digital. Escrevo no Mix de Séries desde janeiro de 2016. Sou responsável pelas colunas de audiência e Spoiler Alert, além de cuidar da editoria de premiações e participar da pauta de notícias. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.