Disney anuncia que irá mesmo remover o conteúdo Marvel e Star Wars da Netflix

Imagem: Movie News

O CEO da Disney, Bob Iger, deu um soco na Netflix nesta quinta-feira (07), ao anunciar que a empresa decidiu pela remoção dos filmes da Marvel e “Star Wars” do catálogo da plataforma de streaming. O conteúdo será movido para o sua própria plataforma da Disney, que será lançada em 2019.

O anúncio encerra a especulação sobre o que aconteceria com os títulos da Marvel e da Lucasfilm que estão sendo transmitidos na Netflix. Quando a Walt Disney Company anunciou no mês passado que lançaria um serviço de streaming, Iger disse que os filmes da Disney e da Pixar na Netflix se deslocariam para este novo serviço.

“Nós agora decidimos que também colocaremos os filmes da Marvel e Star Wars neste aplicativo”, disse Iger durante uma sessão de perguntas e respostas na conferência de comunicação e entretenimento do Bank of America Merrill Lynch Media realizada no Beverly Wilshire Hotel.

Continua após a publicidade

Iger também reduziu o prazo quando o serviço de transmissão da Disney será lançado, dizendo que espera que ele venha até o final de 2019. O anúncio de uma plataforma de streaming indicou que a Disney estava pronta para competir no espaço de transmissão digital que a Netflix dominou nos últimos anos. A Netflix tem aumentado suas ofertas originais em um esforço para reduzir sua dependência de conteúdo de licenciado.

Pouco depois que a Disney anunciou seus planos, a Netflix rebateu de volta contra a ABC Television, que faz parte do conglomerado, e retirou de lá a autora por trás de seus maiores sucessos, Shonda Rhimes, que assinou um acordo global e exclusivo. Rhimes, a criador de Grey’s Anatomy e Scandal, passou mais de uma década na ABC. O desenvolvimento ocorreu em meio a negociações entre a Disney e a Netflix sobre os direitos de transmissão para os títulos de Marvel e Lucasfilm.

Ainda não está claro como isso afetará a distribuição global da Netflix para estes conteúdo, incluindo o Brasil. Recentemente, o perfil da Netflix no Twitter tentou acalmar os fãs, quando as primeiras notícias começaram a aparecer.

Entretanto, é muito provável que a Disney queira retirar esses conteúdos de forma global, caso ela tente atingir mundialmente o público com sua nova plataforma. Já as séries de TV produzidas pela Marvel para a Netflix também deverão entrar na discussão, mas não se sabe se haverá também uma remoção destes títulos.

Iger ofereceu mais alguns detalhes nesta quinta (07) sobre serviço de transmissão, dizendo que a Disney planeja produzir quatro ou cinco filmes originais, bem como um número igual de séries originais e filmes de TV. Um preço para a assinatura ainda não foi anunciado, mas entende-se que a Disney está pronta para a guerra.

Os investidores não pareceram muito animados com o anúncio de Iger. As ações da Disney caíram cerca de 4% na negociação depois que as novidades vieram atona. As ações da Netflix, por outro lado, não foram prejudicadas pelas notícias da Disney.

Só torcemos para que nós, consumidores, não soframos com essa disputa.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours