Dragon Ball Super – 1×13 – Ó Goku, supere o Deus Super Sayajin

dragon-ball-super-ep13

Imagem: Arquivo pessoal

Continua após as recomendações

 

 

Continua após a publicidade

Quando pensamos que tudo já está perto do seu desfecho, eis que estamos absolutamente enganados. Bills e Goku não param de se subestimarem um ao outro, e olha… já está ficando cansativo. É claro, que nada é mais cansativo do que a explosão de Namekusei em Dragon Ball Z, mas dos jeito que as coisas estão caminhando não falta muito para isso.

Já deu para ver que essa batalha pode ser capaz de destruir o Universo com muita facilidade, e se não fosse a intervenção de Whis nesse episódio, era o que acabaria acontecendo. Falando no faminto mestre, não foi surpresa alguma em saber que ele protegeu a Terra de ser destruída no ápice da batalha dos Deuses. E digo mais, estou mega ansioso para quando Goku e Vegeta começaram o treinamento com ele, pois será nesse momento que veremos um pouco do que ele realmente é capaz.

A única surpresa aqui apresentada foi o fato que o modo Deus Super Sayajin tem prazo de duração, que por um lado é bom. De todas as transformações de um sayajin, essa sem dúvida é a mais tosca de todas, com aquele cabelo que você não sabe se é ruivo, roxo ou rosa, credo. Apesar dessa “validade”, o poder fica sim concentrado no guerreiro em questão. Será que não veremos mais Goku com aquele cabelo ridículo?

Independente se veremos ou não, deu para ver que de volta ao modo super sayajin, ele estava mais desenvolto, e sabendo utilizar melhor seus poderes. Vegeta finalmente teve utilidade depois de vários episódios fazendo a Neyde, apenas observando, mesmo que tenha sido por pouco tempo. Pelo que parece a batalha finalmente está chegando ao fim, e a ansiedade para o que vem depois aumenta ainda mais.

PS: o novo encerramento é até bacana, mas o primeiro é um milhão de vezes melhor. Desculpa, tio Akira.

1 comentário

Adicione o seu

Post a new comment