DYNASTY – 1X03 – Guilt Is For Insecure People

Imagem: The CW/Divulgação

Em seu terceiro episódio, Dynasty faz uma homenagem aos anos 80 e a série original, ou pelo menos tenta.

Guilt Is For Insecure People chega pra mostrar que culpa é para gente insegura e também para pessoas cheias de segredos. Cristal é cheia deles e Blake não fica para traz. Segredos e mentiras andam de mãos dadas no mundo dos Carringtons.

Continua após a publicidade

Podemos dizer que o foco desse episódio foi o triangulo Michael – Fallon – Jeff e o passado de Cristal. Michael é um caso de quatro anos que Fallon gosta de manter escondido. Até acredito que ela goste dele de verdade e já sinto que essa relação será exposta por Cristal em algum momento. Jeff está limitado a parceiro de negócios, mas a química entre eles é inegável. Parece que realmente uma amizade verdadeira estava sendo construída, mas confiança é a base de tudo e com o flagra de Fallon e Michael transando, talvez Jeff comece a mostrar mudanças em seu relacionamento com sua parceira.

As farpas entre Cristal e Fallon continuam. E parece que a garota entende muito de negócios e relações publicas e talvez Cristal não conheça tanto os negócios como ela gostaria. Fallon não perde uma oportunidade de alfinetar a mulher do pai, mas começa mostrar que seu foco está mais nos negócios do que propriamente em infernizar a vida de sua rival.

Esse episódio foi importante também para começar a revelar um pouco da identidade de Cristal. Ela até tenta fugir do seu passado, mas isso se mostra uma tarefa difícil, principalmente com seu sobrinho debaixo do mesmo teto como um lembrete de cada deslize que ela já cometeu. Com sua irmã enfrentando problemas, descobrimos que ela roubou dinheiro no passado e ao que parece entrou ilegal nos EUA, no melhor estilo Sol da novela América. Ela deixou a irmã e o sobrinho para trás em péssimas condições, trocou de nome e começou uma vida nova.

Imagem: The CW/Divulgação

Anders não confia na nova Sra. Carrington e com razão. Cristal mentiu sobre quase tudo. Ele começa a dar as cartas e mostra que também é o administrador de Blake e toda movimentação bancária que ela fizer ele ficará sabendo e passará toda informação para Blake. Parece que não será tão fácil assim usar o dinheiro da família.

Falando em Blake, ele é o cara mais controverso. Preza por relações sem segredos e mentiras e o que ele mais tem são segredos e o que mais faz é mentir. Parece que finalmente descobrimos o motivo da rivalidade com a família Colby. Jeff era um garoto simples que recebeu educação e estudo pela fundação Carrington e depois trabalhou na empresa de Blake. Lá desenvolveu e patenteou uma tecnologia de ponta e que virou objeto de ação judicial. Jeff levou a melhor e com isso se tornou um magnata do mundo tecnológico, o que deixou Blake enfurecido.

O problema de Blake, além de sua arrogância é ter sido ausente na vida dos filhos. Ele sempre viveu para proteger o nome e a imagem da família, sua fortuna e seu patrimônio e esqueceu de dar valor e atenção aos filhos. Isso com certeza explica a personalidade de Fallon e Steven e os conflitos com cada um deles.

Blake e Fallon continuam a briga pelo nome da família. Quando ele decide deixá-la usar seu nome ela o surpreende dizendo que quer fazer seu próprio nome, cortesia do conselho de Michael. Falando nele, preciso dizer que Fallon deveria escutar seu “namorado”. Michael é maduro, inteligente, cheio de informações privilegiadas e entrega bons conselhos.

Já Steven começa sua jornada para encontrar um álibi para se livrar das acusações de assassinato. Ele acaba descobrindo que Sam tem um passado difícil, possui antecedentes criminais e pode mais atrapalhar do que ajudar. Tenho que dizer, Steven precisa de um plot pra chamar de seu com urgência. Não quero acreditar que os roteiristas vão se limitar a história com Sam e a acusação de assassinato.

Dynasty quis homenagear os anos 80 e a série original, mas não foi tão bem sucedida assim. A festa de gala se mostrou uma sequencia rápida demais. Um evento com 20 figurantes, como assim? A trilha sonora do episódio como sempre estava ótima e trouxe novas versões de musicas clássicas. O figurino, embora não entenda nada me pareceu bom. Alexis mais uma vez foi citada. O saldo foi positivo, aconteceu muita coisa e algumas coisas foram reveladas, mas apesar disso parece que essa foi só uma desculpa para mais um típico evento em um episódio da série. Espero que no próximo episódio as coisas fiquem mais agitadas. Que segredo é esse que está no celular de Matthew que pode destruir o nome Carrington?

OBS.: Nossa série ganhou uma intro a partir desse episódio com a musica tema original. O que acharam?

Tags Dynasty
Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. Adoro realitys. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, Blindspot , Ozark, La Casa de Papel entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

No comments

Add yours