E o amor venceu…

Na última sexta-feira, dia 26 de junho, a Corte Americana aprovou o casamento igualitário em todo território dos Estados Unidos. A vitória foi muito comemorada no mundo inteiro. As principais marcas do planeta assumiram o arco-íris em seus logos, a hashtag #lovewins ficou no topo dos trending topics mundiais em todas as redes sociais, e certamente você e alguns amigos trocaram sua foto do perfil no Facebook para a versão colorida, foi um movimento lindo de se ver.

Continua após as recomendações

 

sense8

Continua após a publicidade

 

No mundo das séries o amor venceu há muito tempo. E mesmo antes do casamento ser oficialmente aprovado, não foram poucos os casais lgbt que vimos encerrar suas sagas felizes. Mais ousada que a nossa (até mesmo nos canais abertos) a tv americana já exibiu inúmeros beijos, casamentos, e até séries voltadas para o público lgbt, como The L World, Looking, Transparent e Queer as Folk, só para citar as mais famosas e representativas. Até mesmo em séries digamos “comuns”, temos frequentemente personagens gays, lésbicas, bissexuais, intersexuais e também transgêneros.

Seja com personagens sérios, seja com personagens engraçados e carismáticos, é mais do que certo afirmar que os seriados ajudaram sim a quebrar velhos tabus da televisão. Duvida disso? Pergunte então para sua mãe se ela não adorava o Jack de Will & Grace? Ou então se ela não torce para que Kalinda (uma das únicas bissexuais das séries) retorne para The Good Wife? O mundo das séries é tão ousado que não bastava ter personagens transgêneros, precisava que esses mesmos personagens fossem interpretados por atores transgêneros. E nessa leva temos a adorável Nomi de Sense8 e Laverne Lacradora Cox lá em OITNB.

Mas acredite, não foram somente as séries que conseguiram derrubar forninhos de igualdade por aí, os realitys também tem um papel importante. O mais famoso deles é, claro, RuPaul Drag’s Race, apresentado pela poderosa Mama Ru, que une drags maravilhosas na disputa pelo prêmio que coroará a mais completa de todas. O reality fez tanto sucesso em sua última temporada (vencida pela incrível Bianca del Rio) que criou uma onda drag mundial, e até realizou o casamento de Joslyn – uma das competidoras – com seu noivo no palco do programa. Inúmeras festas com as participantes do programa acontecem nos mais variados lugares, o reality também está no on demand, com o Netflix, e até aqui no Brasil está revolucionando, com a Globo comprando os direitos do programa. Mas RuPaul não é o único reality lgbt famoso, The Real L World também ousou no gênero ao mostrar a realidade de mulheres lésbicas vivendo em Los Angeles.

 

rupaul

 

No Brasil

Em terras tupiniquins a situação é um pouco diferente. Apesar do união estável entre pessoas do mesmo sexo ser aprovada desde 2011, e o casamento civil desde 2013, a homofobia e a violência só tem crescido. Já tivemos beijos comemorados, como o de Félix e Niko na novela Amor à Vida, o Clara e Marina na novela Em Família, ou aquele pioneiro mesmo na novela Amor e Revolução do SBT. Mas vivemos um momento triste, onde uma novela (Babilônia) foi boicotada exatamente pelo seu casal homossexual, vivido pelas icônicas (mas não intocáveis) Fernanda Montenegro e Natália Timberg. Elas se beijaram no primeiro capítulo, e depois disso nada mais aconteceu, nem no casamento das duas.

As séries são mais ousadas, ao apresentar cenas picantes como em Engraçadinha, e beijos com mais vontade como os vistos em Felizes para Sempre?, Doce de Mãe ou Pé na Cova. No entanto, ainda ainda falta um longo caminho para chegarmos ao nível de outras produções mundiais, não somente em produção, mas também em ousadia.

 

felix e niko

 

No fim, o amor venceu

Entre altos e baixos o saldo é mais positivo do que negativo. Quando foi anunciada a decisão da corte americana, o mundo inteiro se pintou de arco-íris, e nós do Mix de Séries também. E sim, temos que agradecer muito às séries por essa revolução. Afinal, a TV educa, normaliza, trás para a sua realidade até aquilo que você ainda não conhece.

A TV mostra que uma família de mães lésbicas, como em The Fosters, pode ser tão normal quanto a sua. Mostra que a aceitação da sua transsexualidade, como em Transparent, não é nada fácil. Aliás, mostra que nunca é fácil – em nenhuma fase da vida, nem na adolescência como vemos em Faking It. Mas também mostra quão linda pode ser a vida quando você grita para todos quem realmente é. As histórias que vemos na tv (ou no on demand) ajudam pessoas no mundo todo a se aceitar, e isso é lindo demais!

Por isso, parabéns a todas as séries, engajadas ou não, que estão ajudando a mudar o mundo. E como diz nossa Mama Ru:

Se você não se amar, como você vai amar outra pessoa?”

Eu ouvi um amém? <3

Letícia Bastos

Letícia Bastos

Publicitária, social media, mangaká e dançarina em protestos. Também sou apaixonada por séries e admito que novelas são meu Guilty Pleasure. Apaixonada por comédias cult/pop/nerd, ainda pretendo fundar uma seita para os Adoradores de Arrested Development. Aqui no Mix sou editora de Realitys Show e escrevo as reviews de todos os realitys do mundo, como Masterchef BR, The X Factor UK e BR, The Voice US, AUS e BR, BBB e RuPauls Drag Race.

8 comments

Add yours
  1. Avatar
    Paula Reis 30 junho, 2015 at 09:37 Responder

    Ótimo texto, Let!
    Vale lembrar também de Modern Family, que veio para representar a família moderna, tanto com casamento com diferenças grandes de idade, como de dois gays que adotaram uma filha.
    #lovewins

    • Avatar
      Leticia Bastos 1 julho, 2015 at 11:28 Responder

      Realmente Paula, esqueci de citar o lindo casal de Modern Family, mas a importância deles não foi esquecida. <3

  2. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 30 junho, 2015 at 12:04 Responder

    Muito bom texto. Orgulhoso de ter você de volta no Mix e também de expressar em palavras o sentimento da nossa família Mix sobre esse ato tão bacana. Foi massa essa vitória e comemoramos intensamente… o/

  3. Eduardo Nogueira
    Eduardo Nogueira 30 junho, 2015 at 16:54 Responder

    Simplesmente fantástico esse texto, soube ponderar cada detalhe da melhor forma possível. Tenho orgulho de vc Let Bastos.
    <3

Post a new comment