Em respeito às vítimas de Las Vegas, próximo episódio de American Horror Story será reeditado

Imagem: FX/Divulgação

[a notícia contém spoilers sobre o próximo episódio de American Horror Story]

Na manhã deste sábado (07), a TMZ trouxe a informação de que o FX, em conjunto com a equipe de American Horror Story (lê-se Ryan Murphy), decidiu que iria levar ao ar uma cena de ataque a tiros num evento político no próximo episódio da série, mesmo sabendo do recente massacre em Las Vegas.

Entretanto, os planos mudaram. Durante a participação de Ryan na Comic-Con em Nova York, o produtor revelou que “diminuiu” o tom da cena em respeito às vítimas. “Eu acredito que eu tenho o direito de exibir, mas eu também acredito no direito das vítimas e penso que não é a semana de trazer algo explosivo ou incendiário na cultura,” disse aos jornalistas. “Foi feito para ser um aviso óbvio sobre o uso de armas na sociedade,” concluiu o diretor.

De acordo com informações da TMZ, o tiroteio acontece durante um evento de campanha de Kai (Evan Peters) à vereador onde Ally (Sarah Paulson) começa a atirar repetidas vezes em direção ao candidato. Ele é atingido, assim como vários eleitores que acompanhavam o discurso. Depois das edições, o foco será mais no que aconteceu após o atentado do que o fato propriamente dito.

Ainda de acordo com o portal de notícias, a sequência foi filmada no início de setembro na Califórnia, muito antes de tudo o que aconteceu em Las Vegas na semana passada.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    lolzinho 9 outubro, 2017 at 10:22 Responder

    Na minha opinião, é completamente desnecessário cortar a cena. AHS é uma simples série de TV feita para entreter e lucrar, e mesmo que séries de TV possam fazer mais que entreter, não são um evento de importância social e política.

  2. Avatar
    Frederico Alexandre 9 outubro, 2017 at 18:33 Responder

    É a bizarrice da cultura de morte e violência , onde as pessoas não se dão conta do nível de estupidez ao qual estão condicionados naquilo que chamam de ” entretenimento”, agora cortar cena de um seriado bizarro, lotado de violência em nome de outra estupidez violenta é o cúmulo do ridículo,,

Post a new comment