Emerald City – 1×01/02 – The Beast Forever / Prison of the Abject [SERIES PREMIERE]

Imagem: NBC
Imagem: NBC
Imagem: NBC

 

Continua após publicidade

As primeiras impressões de Emerald City são mais positivas do que negativas. Apesar de não ter ficado abaixo das minhas expectativas, essa première não foi de todo mal. Explorou alguns pontos do reino de Oz que veremos na sequência e conhecemos como funciona esse mundo, onde a magia é algo a ser combatido. A NBC investiu duas horas de sua sexta à noite para essa estreia e, particulamente, achei desnecessário. Uma hora bem feita teria valido mais do que os oitenta minutos de show. Mas, vamos ao que interessa.

Continua após a publicidade

Nossa protagonista é Dorothy Gale, uma habitante do Kansas, que mora com seus “tios” e atua como curadora na região. Abandonada pela mãe desde muito pequena, Dorothy estava para ter um encontro com ela quando sua vida muda pelo clássico tornado já conhecido do clássico original. Aliás, ela assoprar a vela com um pedido e sua vida mudar foi algo bem Once Upon a Time. A diferença é que não tem vela azul e os efeitos especiais estão muito melhores na versão NBC.

Continua após publicidade
Imagem: NBC
Imagem: NBC

Como desgraça pouca é bobagem, ela já começa matando (sem querer, é verdade) a Bruxa do Leste. Isso foi muito bom para já sabermos que a história será diferente da que conhecemos de uma verdadeira batalha entre as duas. Tanto é que a proposta dos autores é fazer algo mais sombrio. Mesmo sem cenas tão fortes, Emerald City não é uma série para crianças. O conto está estruturado para dramas adultos e a fotografia é bem escura em alguns pontos, para realmente mergulharmos no sofrimento dos personagens.

Depois de ser presa por uma tribo, quando é liberta, é orientada a seguir o caminho até o Mágico de Oz. Até aí sem novidades. Gostei do fato do caminho estar com pólen ao invés de serem tijolos amarelos mesmo. Elementos novos cativam nossa atenção e mostram o quanto o roteiro pretende inovar. E é nesse caminho que ela encontra Lucas. Alguém que ela salva de uma morte horrível.

Continua após publicidade

Gostei dos dois juntos e senti química no casal. Pode vingar, sim, um romance muito bonito. O que o destino reserva para ambos é muita luta e sofrimento, a começar por terem de matar pela segunda vez a Bruxa do Leste. Achei muito forçada essa parte, mas ok, não imaginei que seria perfeita. Agora Dorothy, mesmo sem entender, detém poderes para sua jornada de volta para casa.

As bruxas cardeais agora são apenas duas: Oeste e Norte. Aliás, que máximo a apresentação de cada uma: “Donzela da Luz do Norte, a mãe dos Sons Impuros; e a Senhora dos Campos do Oeste, Guardia do Consolo (Game of Thrones mandou lembranças).

Alguém tinha alguma dúvida de que aquele ritual ia dar ruim? Parece que não veremos nenhum lado bom das bruxas, que até o momento não entendi porque sucumbiram tão fácil a abrir mão da magia.

Minha expectativa a partir de agora é ver como Dorothy vai lidar nessa nova terra. Mal conheceu um amigo e já precisa fugir dele por considerá-lo um psicopata… Sim, amiga, você não está mais no Kansas.

DICA: Não quer esperar legendas? Se você é assinante dos canais da Fox, pode assistir, de graça, os episódios da série pelo Fox Play. Eles não fizeram qualquer divulgação, mas está funcionando. Os episódios podem ser assistidos também na TV diretamente pelo canal FOX 1.

<3: Toc, Toc (e o coração ficou quebrado nesse momento).