Empire – 2×12 – A Rose by Any Other Name

empire 2x12
Imagem: Arquivo Pessoal/Leo Sousa

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Há um novo rei no trono de Empire e seu nome é Hakeem Lyon. E agora é oficial, com a imprensa e tudo mais. Com um centro na mão e seus fiéis “cavaleiros” ao seu lado. “A Rose by Any Other Name” poderia facilmente ser entendido como aquele episódio no qual as metáforas shakesperianas ficaram mais evidentes do que nunca.

Continua após a publicidade

Com Bolinho e Andre de apoio, o Rei Hakeem define seu espaço na nova fase da empresa: Cookie como a chefe dos artistas, Andre como presidente financeiro, e Jamal como consultor da verdade. E Lucious? Está escondido no antigo escritório de Cookie, trabalhando em seu novo álbum e no vídeo de “Boom Boom Boom Boom”. Esse é o título real da música, e fica difícil de ouvir a cada vez que os personagens o falam.

Continua após publicidade

A ideia de Lucious nos fez lembrar Game of Thrones: um cavaleiro com cara de mau sentado num trono na Idade Média. O vídeo será uma releitura dramática de Ricardo II na Madison Square Garden. Um roteiro criado em cima de uma pesquisa no Google? Talvez sim. Ah, e Freda Gatz está lá, também, e acho que nunca vamos lidar com ela de uma maneira real nesta temporada.

Enquanto isso, Rhonda e Andre discutem mais uma vez sobre o teísmo. Rhonda acusa Andre de ser paranoico, então prepare-se para ouvir essa fala mais 546 vezes. Em todo episódio, Rhonda não teve um roteiro completo, apenas repetiu as suas palavras e ideias, o que deve se repetir até o final da temporada, quando for revelado a identidade do seu agressor. Ela também quer sair da casa, então Andre ajuda a conseguir um emprego na nova linha de roupas de Camilla, Antony & Cleopatra.

Continua após publicidade

O mais incrível deste episódio? O guarda roupa de Cookie. Teve vestido com laços, fita métrica no pescoço, sapatos exuberantes… Essa mulher arrasa no visual! E ainda tem a dinâmica com Lucious e sua onda “eu sou a chefe agora”. Eles são fofos juntos!

Fonte: FOX
Imagem: FOX/Divulgação

Mais uma vez a questão da sexualidade de Jamal vem a tona, agora com um flashmob feito por ativistas gays com a música do irmão “Drip Drop”. Isto é necessário? Ele beijou a ALICIA KEYS! Quem não faria isso? Quero dizer, ela é demais. Ele beijou uma mulher, qual é o problema disso? Jamal confronta Jameson e ele percebe que, é claro, Lucious está por trás de toda essa bagunça. Porque em Empire é assim, todo mundo está tentando sabotar todo mundo, exceto quando a família é a coisa mais importante.

Claro, não podia faltar uma performance musical para irritar o pai. Sério, quando ele teve tempo para escrever esta canção? Ele descobriu que seu pai o traiu uns 15 minutos antes. Jamal revela que Lucious Lyon não é seu verdadeiro nome. Esse é a revelação chocante? Isso só dá mais gás à chama, e Lucious diz que quer contar a história de Dwight Walker. Ninguém tentou editar a página de Lucious Lyon na Wikipédia.

A grande trama do episódio, no entanto, ainda é a posse de Camilla na Empire. Hakeem se virou contra ela, assim rápido, e já tem um Às na manga – graças a Rhonda – para derrotar a “amada”. Enquanto o resto da família chora nos braços um do outro, Lucious decide ir ver Camilla. Por quê? Quem sabe, mas ele pega Camilla enxugando as impressões digitais fora da banheira, onde Mimi está morta. Claro, ele filma para ter de prova, qualquer pessoa faria isso. Mas estamos falando de Lucious Lyon, alguém que não tem pena do sofrimento alheio. Ele usa as imagens para forçar Camilla a cometer suicídio ou se entregar à polícia.

Lucious diz a ela que Hakeem enviou a sextape para Mimi, que causou toda a briga entre elas e a retirada das ações da Empire, um verdadeiro beco sem saída. Camilla diz que envenenou Mimi, e como em Romeu e Julieta – só que na versão mais egoísta – ela também toma os comprimidos. História de amor? Não para Lucious, que as deseja nada mais que o inferno.

Sem mais Yoko no caminho, Empire puxou o band-aid de uma vez, sem muito drama. Agora, o que será daqueles – Rhonda, por exemplo – que se descobriram na trama com a chegada de Camilla (ela daria uma boa espiã)?