Entregue-se ao desconhecido

editorialdesconhecidas

Continua após publicidade

[spacer size = “20”]

Continua após a publicidade

É inestimável o valor de uma boa série desconhecida. Você ama tanto que seus sentimentos são divididos: “eu queria que mais pessoas assistissem” ou “é tão boa que eu a quero só pra mim”. Mas por que garimpar séries desconhecidas no fundo da internet e nos canais mais inóspitos da TV vale a pena? Porque aumenta o seu conhecimento sobre séries. Ao invés de atentar apenas para os grandes sucessos do momento, você tem a oportunidade de diversificar o próprio gosto e descobrir pequenas joias geralmente longe dos olhos.

Continua após publicidade

Mas por que o assunto deste editorial são séries desconhecidas? Por um simples motivo: nos últimos dias, dois grandes programas lançaram suas temporadas finais. E ninguém falou nada sobre isso. Nada nas redes sociais, nada nos sites especializados. A piadinha da Netflix envolvendo o lançamento de Game of Thrones em sua plataforma gerou mais assunto que o lançamento destas duas séries. Uma delas é Banshee, uma das melhores séries de ação da atualidade, cuja temporada final começou ontem no Cinemax. A outra é Wallander, série britânica cujos episódios derradeiros chegaram à Netflix brasileira esta semana. Sem alarde algum, o programa chegou ao catálogo de mansinho.

WHITECHAPEL_S4
Whitechapel: suspense no melhor estilo britânico.

Aliás, caso você reclame que a Netflix não atualiza seu catálogo, que Game of Thrones não é liberado por lá, você já deu uma olhada nos últimos lançamentos da plataforma? Só nos últimos dias chegaram as relativamente conhecidas American Crime e Secrets and Lies e as pouco conhecidas Whitechapel, Robin Hood, Our World War, Pan Am, The Office UK, a versão inglesa de House of Cards, além dos novos episódios da já citada Wallander, Misfits e Call the Midwife. Você talvez conheça algumas destas, mas a questão central é: você já viu algumas destas? Whitechapel é um envolvente e bem executado suspense que acompanha detetives que investigam caso de assassinato em Whitechapel, local onde o famoso Jack, o Estripador cometeu seus crimes. A primeira temporada, aliás, gira em torno de um assassino que recria as barbáries realizadas pelo conhecido psicopata.

Continua após publicidade

Our World War é uma caprichada produção sobre a Primeira Guerra Mundial. Já Misfits e Call the Midwife são conhecidas e respeitada séries britânicas que pouca gente conhece em nossas terras. A primeira é uma mescla genial de ficção, ação e comédia que conta com elenco afiado e texto esperto. A segunda é um drama de época que merecia tanta ou mais atenção que Downton Abbey, por exemplo. Repare, aliás, que a maioria destes programas são britânicos. Isso nos aponta algo claro: há inúmeras produções da Terra da Rainha que merecem nossa atenção. Reserve alguns minutos para pesquisar no Google algumas séries inglesas e você vai se surpreender com a quantidade de coisa boa que vai achar. Quando você abrir essa porta, não vai querer fechá-la nunca mais. Você conhece, por exemplo, Vicious? É uma das mais engraçadas comédias em exibição. E Inside Nº 9? Uma das antologias mais originais dos últimos anos. Se nunca ouviu falar, procure.

vicious
Vicious: hilária e com o casal mais simpático da TV.

Lembre-se de Black Mirror. A antologia ficou conhecida e virou moda aqui no Brasil em 2015. Mas seu primeiro ano foi em 2011. Muito de sua fama se deu, claro, devido a Netflix, que acaba popularizando muita coisa. Mas não é só a plataforma online que merece destaque. Pegue canais não muito populares como WGN, Cinemax, Lifetime, entre outros. WGN tem Manhattan e Salem, Lifetime tem UnReal, uma das melhores surpresas do ano passado. Já o Cinemax já produziu duas das melhores séries de ação que já vi: Banshee e Strike Back. Além de produzir, claro, The Knick.

O mesmo funciona para reality shows e qualquer outro tipo de programa. Face Off é um excelente reality que acompanha um grupo de pessoas competindo para ver quem é o melhor maquiador cinematográfico. Canais voltados aos documentários geralmente possuem diversas produções interessantes do gênero. Por falar em documentários, o que falar de obras como Making a Murderer e The Jinx, projetos mais emocionantes e envolventes que muito ficção?

Ver o que pouca gente vê dá um certo ar de exclusividade. Permite que você indique novidades aos amigos. Aumenta seu senso crítico. Te tira da zona de conforto. Etc. Etc. Além disso, acompanhar programas pouco populares ajuda para que eles sigam sendo feitos. E que graça teria caso todos vissem a mesma série? Qual seria o propósito de se falar apenas de Grey’s Anatomy, Game of Thrones, The Walking Dead, e afins?

Então, aproveite as séries desconhecidas que você vê e nos indique. Diga nos comentários quais são os programas menos famosos que você assiste.