Equipe de House of Cards acusa Kevin Spacey de assédios, abusos e muito mais

Imagem: Netflix/Divulgação (Reprodução)

No último domingo (29) o ator Anthony Rapp disse em entrevista à BuzzFeed News que Kevin Spacey tinha feito “avanços inapropriados” quando ele tinha apenas 14 anos ao final de uma festa em 1986. Desde então, a carreira de Spacey desabou – perdeu uma homenagem que a Academia Internacional de TV iria promover e House of Cards teve sua produção suspensa e foi cancelada.

Depois das revelações e dos recentes acontecimentos, Kevin disse em nota para imprensa que buscaria tratamento. Entretanto, isso não parou novas pessoas de acusarem o ator de uma série de mal feitos, sendo desta vez oito membros da equipe de produção de House of Cards, cujos relatos foram feitos para a CNN em condição de anonimato visto que eles ainda têm medo de sofrerem alguma forma de retaliação.

Um ex-assistente de produção, que trabalhou na série nas primeiras temporadas, acusa Kevin Spacey de tê-lo agredido sexualmente. Outros afirmam que o ator tinha comportamento “predatório”, que incluía constantes toques, apalpadas e comentários inapropriados que sempre miravam membros jovens e masculinos da produção.

Continua após a publicidade

O assistente afirma que sofreu a agressão quando, numa tarde, foi designado para levar o ator de uma locação para outra, cuja distância era de quase 50 quilômetros. O homem afirma que quando eles estavam a poucos minutos de chegar ao local das gravações, Spacey colocou suas mãos nas suas calças enquanto o carro ainda estava em movimento. A apalpada foi não consensual, de acordo com ex-assistente.

Eu fiquei em estado de choque,” diz. “Ele era uma pessoa numa posição muito poderosa na série e eu estava num cargo pequeno, na base da cadeira alimentar,” completa. Quando eles chegaram no trailer, ele afirma que Spacey o encurralou e tocou-o de maneira inapropriada mais uma vez.

Eu disse pra ele, ‘Eu não acho que isso seja apropriado, eu não me sinto confortável com isso,” disse. Foi aí que o ator ficou “visivelmente frustrado” e então saiu do trailer, voltou ao carro e saiu pelo restante do dia. O ex-assistente diz que não reportou o incidente para nenhum dos seus superiores ou para polícia com medo de sofrer alguma retaliação, mas que confessou a história para um colega de produção.

Meses depois ele contou toda a história para um supervisor, cuja solução encontrada foi nunca mais deixa-lo sozinho com Spacey enquanto eles estavam no set, afirma o ex-assistente. Depois disso, ele afirma que o assédio parou e se sentiu mais confortável em levar Spacey aos sets mais uma vez.

Eu não tive dúvidas que esse era um tipo de comportamento predatório rotineiro pra ele e que a minha experiência foi uma das muitas praticadas por Kevin já que ele explorou seu status e posição durante esse tempo,” diz. “Era um ambiente tóxico para jovens homens que interagiam com ele seja quanto a equipe, ao elenco ou aos figurantes,” completa.

Os outros membros da equipe ouvidos pela CNN confirmam completamente a ideia de que era um ambiente tóxico para jovens homens trabalhar por causa de Spacey. Um deles, que trabalhou em House of Cards durante todas as seis temporadas, afirma que era constantemente assediado por Spacey. “Ele colocaria suas mãos em mim de uma maneira muito estranha,” confessa. “Ele vinha até mim e massageava os meus ombros e então colocava suas mãos na minha barriga de uma forma inusitada que, geralmente, levavam a uma conversa não muito apropriada.”

A CNN procurou a Netflix para comentar e a empresa emitiu a seguinte nota – “A Netflix foi informada sobre um incidente a cinco anos atrás, mas que foi resolvido imediatamente. Na terça-feira, em colaboração com a MRC [Media Rights Capital], nós suspendemos a produção sabendo que Kevin Spacey não apareceria para trabalhar até a quarta-feira. A Netflix não foi informada sobre incidentes envolvendo Spacey nos sets de gravação. Nós continuamos a colaborar com a MRC e outras companhias para manter um ambiente seguro e respeitoso de trabalho. Nós vamos continuar trabalhando com a MRC nesse hiato para avaliar o futuro em relação a produção, mas no momento não temos mais nada a comentar.”

Também procurada pela CNN, a MRC emitiu uma nota independente – “Nós estamos profundamente enojados em saber dessas novas alegações em relação a conduta de Kevin Spacey frente a nossa equipe de produção. Como produtores da série, criar e manter um ambiente seguro de trabalho para nosso elenco e equipe sempre foi prioridade máxima pra gente. Constantemente nós reforçamos a importância para nossos funcionários de reportar qualquer incidente sem que exista medo de retaliação. Nós investigamos e tomamos as medidas apropriadas depois de algumas denúncias. Por exemplo, durante o primeiro ano de produção em 2012, um dos nossos funcionários formalizou uma denúncia sobre uma conversa e gesto feito por Kevin Spacey. Nós imediatamente avaliamos a situação e estamos confiantes que resolvamos o problema a partir da satisfação de todas as partes envolvidas. O Sr. Spacey mostrou-se disposto a participar de um processo de treinamento, desde então nós não fomos mais informados de nenhum incidente envolvendo o Sr. Spacey.”

Outras pessoas ouvidas pela CNN contam que presenciaram esse tipo de comportamento vindo do ator várias vezes. Um ex-assistente de câmera afirma ter visto Spacey assediando e tocando um dos seus colegas de forma inapropriada. “Todos os membros da equipe comentavam sobre seu comportamento,” disse o ex-operador de câmera.

O porquê ninguém tinha falado nada? “Quem é que vai acreditar em membros da produção? Nós seríamos demitidos rapidamente,” afirma uma das vítimas.

A assessoria de Kevin Spacey não quis comentar.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours