Especial: EW entrevista elenco de Game of Thrones

Daenerys Targaryen
Evoluções, consequências e grandes surpresas. É isso o que o elenco e os showrunners de Game of Thrones prometem para o quarto ano do sucesso da HBO que estreia hoje. Em uma série de entrevistas concedidas à Entertainment Weekly, percebemos que tudo o que aconteceu nas três temporadas anteriores ainda refletem e moldam cada um dos nossos cinzentos personagens.

 

O chocante Casamento Vermelho não afugentou ninguém do altar, pois os preparativos para o casamento de Joffrey Baratheon e Margaery Tyrell estão a todo vapor em Porto Real. No Norte, a os selvagens estão cada vez mais próximos da Muralha e a Patrulha da Noite se prepara para enfrentá-los, apesar da iminente crise. Enquanto isso, para lá do Mar Estreito, Daenerys Targaryen tenta conquistar a cidade de Meereen e lidar com os seus crescidos e rebeldes dragões. Mais detalhes você confere abaixo com as perguntas e respostas mais interessantes de cada um dos entrevistados

 

Oberyn MartellPara o novato Pedro Pascal (Oberyn Martell), o EW perguntou como foi protagonizar as famosas cenas de sexo de uma produção da HBO
Foi fácil. Indira (Varma, Ellaria Sand na série) e eu ficamos instantaneamente muito a vontade. Nós apenas nos divertimos com isso. Não foi uma das coisas mais difíceis de fazer.

 

Rose Leslie aponta a sede de vingança da selvagem Ygritte
Ela é um animal muito diferente. Ela não está tão brincalhona. Ela se cala mais e é monossilábica. Ela foi ferida. Vemos um lado muito diferente dela. Ela remonta que as mulheres injustiçadas são perigosas, e ela está incrivelmente perigosa nesta temporada. Ela está em uma missão. E a missão é, basicamente, ferir Jon Snow (Kit Harington), tanto quanto possível. Ela quer vingança. Ela quer ter certeza de que Jon Snow sinta tanta dor quanto ela sente. Ela ainda está completamente apaixonada por ele. Ela se sente como uma idiota e quer fazê-lo pagar.

 

Maisie Williams descreve a relação de Arya e Cão de Caça
Eu sinto como se Arya merecesse que algo bom aconteça. Ela é a personagem mais infeliz, nada vai em sua direção. Ela tem cenas fortes, mas não sem muita bagunça.. É frustrante para mim nunca ter uma cena de realização e acho frustrante para o público também. Mas eu acho que isso está vindo em breve. Há uma certa escuridão nela que é meio assustador. Ela está aprendendo muito com o Cão de Caça e ela está sendo fortemente influenciada por isso. Ela é tão jovem, ela é como uma esponja ao adquirir conhecimento. Ela está fortemente influenciada pelas pessoas ao seu redor. Estar ao lado de Sandor faz com que ela aprenda suas formas brutais. Eles não estão zangados um com o outro mais. Eles não são amigos ou qualquer coisa assim. Eles estão tentando lidar um pouco melhor. Ela ainda é terrível para ele, puxa as rédeas e ele é muito brutal e físico com ela. Eles estão quase ajudando um ao outro agora e tentam ensinar um ao outro em vez de apenas ser chatear.

 

Sophie Turner sugere grandes mudanças para Sansa Stark
SansaEsta é a melhor temporada para mim. Sansa toma um caminho muito inesperado, tanto para os espectadores e para ela, e ela meio que… ela aprende muito nesta temporada, e ela se torna dona de si, em vez de depender de Margaery ou da influência de Cersei como nas temporadas passadas. Ela desenvolve a sua própria personalidade e sua própria maneira de ser. E ela apenas se transforma totalmente. Vai ser realmente uma boa temporada, e eu só acho que há um monte de tipo de reviravoltas nela. É mais do que apenas o normal para Game of Thrones.

 

Peter Dinklage conta o que podemos aguardar de Tyrion Lannister nesta temporada
Bem, para quem já leu os livros, nós ficamos bastante perto daquela trama, e essas mudanças de sorte realmente o enviou ao buraco do coelho. O que é interessante sobre este personagem é o quanto ele muda (nesta temporada). É notável. Quando me encontrei pela primeira vez com Dave e Dan (Benioff e Weiss, showrunners), eles falaram sobre essas coisas, e eu achei tão interessante, como ator, entrar nessa jornada, porque ele realmente acaba em um lugar diferente do que ele pensou que iria. Ele alimentou um pouco essa raiva em relação a sua família, e está tentando encontrar o seu lugar no mundo. Você vê que algumas pessoas preferem o Tyrion bêbado e engraçado. Eu acho que o bêbado e engraçado dura apenas um tempo. Ele fica sóbrio de muitas maneiras. E o amor está na sua vida (com Shae), e isso causa uma enorme quantidade de danos – porque ele é vulnerável e ele não gosta de ser vulnerável. Ele está completamente despojado dos seus mecanismos de defesa.

 

Nikolaj Coster-Waldau analisa a evolução de Jaime Lannister e a sua relação incestuosa com a irmã gêmea
Para ele, foi uma viagem muito traumática. Mas ele está querendo voltar a esta mulher pela duração da sua viagem. Você quer apenas voltar para o jeito que era. Mas não é assim tão fácil. Muita coisa aconteceu em sua vida também. Em sua mente, ele era o soldado mais forte, o homem mais forte e ele sempre podia protegê-la. Eu acho que ele a ama mais. Isso sempre foi instável, e isso nunca é bom. A maioria de nós já esteve nessa situação onde você está caído de amores por alguém que não se sente da mesma maneira. Não é uma situação agradável. Nós fizemos este painel (no PaleyFest 2014) e Lena (Headey, Cersei Lannister na série) disse algo interessante. Ela disse que em um nível profundo, ela quer ser ele. Ela gosta do jogo dos tronos, mas sua vida é sobre fazer o que o pai quer que ela faça.

 

Cersei Jaime Lannister

Lena Headey discorre sobre o verdadeiro amor de Cersei Lannister
Ela está tentando restabelecer seu relacionamento com Jaime, mas ele mudou. Como eu sempre digo, ela tem inveja do irmão. Ela acredita que ele pode protegê-la e fazer o que não é permitido para uma mulher. Então, eu acho que quando ele retorna (com sua mão de espada cortada), ela pensa: “Aquilo que eu não tenho, você não tem mais, então para que eu quero você agora?” Em outras palavras, em seus olhos, Jaime foi castrado. E ela está tentando entender isso. Eu acho que vem da necessidade de ter ele o tempo todo, mas ela passou a última temporada sem ele e conseguiu. Eu acho que ele é apaixonado por ela, mas acho que Cersei é sempre instável, ela é impulsionada por aquilo que ela precisa. Ela não é impulsionada por aquilo que ajuda alguém a se sentir bem, e eu acho que Jaime está mais para uma peça de xadrez do que para alguém por quem ela faria qualquer coisa – mas essa é a minha mera opinião. Eu adorei no ano passado, quando ela disse que se não fosse pelos filhos, ela teria desistido. Isso também me diz que Jaime não é o amor da sua vida, seus filhos são. Eles são a sua sanidade mental.

 

Jack Gleeson (Joffrey Baratheon) revela a coisa mais malvada que ele já fez
Eu li o diário da minha irmã, quando eu tinha 7 anos. Ela tinha, 13, eu acho. Foi horrível lê-lo… Eu também estraguei o final de um dos livros de Harry Potter para essa mesma irmã. Eu disse que [SPOILER ALERT!!!] Sirius Black morre quando ela estava na metade do livro.

 

Os showrunners David Benioff e Dan Weiss revelam o que essa temporada tem de mais excitante
Weiss: A coisa que é mais interessante sobre esta temporada é a coisa que é mais terrível sobre esta temporada, e isso é um grande salto em termos de ambição e alcance. E há um monte de coisas que não devem ser mencionadas que são difíceis de fazer.
Benioff: Na segunda temporada, tivemos uma grande batalha no final e que foi um grande desafio. Nós estávamos realmente preocupados se seriamos capazes de adaptar uma batalha de escala cinematográfica para um programa de televisão, e muitos dos nossos recursos foram destinados a isso. No final, graças à direção de Neil Marshall e ao nosso elenco, foi um dos nossos melhores episódios. Mas os outros episódios quase não são tão difíceis. Nesta temporada temos uma batalha que esperamos superar a Batalha de Blackwater – e ainda pode não ser o nosso maior episódio da temporada. Há episódios que são tão desafiadores em termos de efeitos e demandas e talvez não em quantidade de ação, mas na complexidade da ação. Antes nós sempre tínhamos episódios para respirar. Simplesmente não existe espaço para relaxar nesta temporada. É mais intenso do que jamais foi antes. Há mais ação. A quantidade de efeitos que temos… No ano passado, sentimos como se estivéssemos começando a descobrir isso, porque parecia que as coisas iam de acordo com o plano. Nesta temporada, percebemos que você nunca pode realmente ter tudo planejado.

 

Kit Harington promete um Jon Snow proativo nesse quarto anoJon Snow
Ele começa a falar mais. Esta temporada é a maior para Jon. Um ponto importante é que ele não tem a figura patriarcal habitual 
sobre sua cabeça dizendo-lhe o que fazer. Não tem tio Benjen, nem Qhorin Meia-Mão, nem Mance Rayder. Ele encontra-se de volta à Muralha, e ele sabe que há uma ameaça iminente dos selvagens. Há uma luta de poder entre ele e os comandantes oficiais de Castelo Negro. Ele nunca falou muito, ele sempre foi falado. Ele absorve as coisas e eu gosto disso nele. Nesta temporada, ele tem um discurso e me senti muito estranho e não natural ao interpretar Jon Snow, pela primeira vez em três anos – ele é um personagem tão silencioso para fazer um discurso de agitação. Ele foi muito bem escrito, você pode dizer que ele não quer fazer isso, mas ele não tem escolha.

 

Rory McCann (Sandor Clegane, o Cão de Caça) revela que personagem seria mais adequado para o Trono de Ferro
Quero ver Tyrion no trono. Eu acredito nele, acho ele afiado, ele tem colhões. Eu acho que ele tem caráter. Eu acho que o Cão o respeita também. Então, traga Tyrion! Ele é o nosso homem.

 

A 4ª temporada de Game of Thones estreia hoje, às 22h com transmissão simultânea na HBO Brasil.

Share this post

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.