Famílias da Califórnia culpam 13 Reasons Why por dois casos locais de suicídio

Imagem: Divulgação/Netflix

Continua após as recomendações

Dois homens da Califórnia estão pedindo que a Netflix pare de transmitir 13 Reasons Why porque, segundo eles, meninas adolescentes em suas famílias cometeram suicídio depois de assistirem a série.

O programa traz advertências para suas representações gráficas de violência, mas esses suicídios levantam novas questões sobre se os rótulos são suficientes.

Continua após a publicidade

Os dois homens que nunca tinham se conhecido pessoalmente, agora estão se apoiando no seu luto, diz o correspondente da CBS News, John Blackstone.

“Todos os dias eu olho para a foto de Bella, e dou-lhe um beijo, e eu digo ‘Sinto sua falta, querida’”, disse John Herndon.

Herndon e Peter Chiu entendem o que cada um perdeu. A filha de Herndon, Bella, e a sobrinha de Chiu, Priscilla, ambas de 15 anos, cometeram suicídio em abril – e ambos tinham acabado de assistir a série da Netflix, 13 Reasons Why.

“Minha Bella sofreu de depressão”, disse Herndon. “Eu comecei a ler sobre os sinais um pouco tarde demais”, disse Chiu.

A série mostra a personagem principal Hanna que tira a sua própria vida depois de deixar fitas de áudio descrevendo as “13 razões pelas quais”. Herndon e Chiu sabiam que suas meninas estavam passando por dificuldades, mas não sabiam que haviam assistido a série até depois de morrerem. “Então, a Netflix está mostrando às crianças como suicidar”, disse Chiu. “Eles fornecem um modelo para essa ação. Eu concordo com Peter. Isso é totalmente irresponsável”, disse Herndon.

Recentemente, a produtora executiva de 13 Reasons Why, Selena Gomez, defendeu o show para uma audiência adolescente. “Isso toca em uma parte muito importante em mim, e acho que é isso que eles precisam ver. Quero que entendam isso “, disse Gomez.

O psicólogo clínico David Swanson não acredita que a série possa desencadear um suicídio. “Ansiedade, depressão e o stress da vida são os desencadeantes do suicídio”, disse Swanson. Já  Netflix disse em declaração: “Ouvimos de muitos telespectadores que 13 Reasons Why abriu um diálogo entre pais, adolescentes, escolas e defensores da saúde mental em torno de temas intensos e dos tópicos difíceis descritos”.

“Realmente, você vai me dizer que mostrar a morte trágica e dramática de uma garota de 15 anos fornece algum tipo de meio para uma discussão?”, rebateu Herndon. O pai diz que gostaria de se encontrar com algum representante da Netflix para convencer a rede de parar de transmitir a primeira temporada e cancelar planos para a segunda temporada.

“Minha pergunta para Netflix seria, eles levaram em conta qualquer potencial impacto negativo que a primeira temporada teve?”, Disse Chiu. “Estamos passando por isso como uma família”, disse Herndon.

Os dois homens têm uma esperança: evitar que outras famílias percam alguém jovem e vulnerável.

E vocês, o que acham dessa discussão?

Fonte: CelebInfo

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Felipe 2 julho, 2017 at 19:07 Responder

    Esse problema atinge pessoas independente de posição social. É algo sério que precisa de acompanhamento e atenção dos familiares. Mudanças comportamentais não podem ser vistas de forma natural, é importante que a família investigue e sobretudo, sejam unidas, próximas para evitar estes desfechos trágicos.

Post a new comment