Final de Game of Thrones: relembre como a série marcou a história da TV

Game of Thrones se despede do público com uma trajetória marcante

Está chegando a hora de dizer adeus a Game of Thrones. O drama épico da HBO encerrará sua trajetória após oito temporadas de disputas de poder, lutas sobrenaturais e personagens inesquecíveis. E mesmo que os capítulos finais não estejam agradando uma parte dos fãs, é inegável que a série deixará sua marca na história da televisão.

A atração, sem dúvidas, revolucionou a forma que o público olha para as produções de TV. Bem como elevou o padrão e o status das produções de séries nas grandes emissoras. Oito anos depois, nós olhamos para trás e relembramos alguns desses momentos que ficarão registrados como ingredientes para a construção do fenômeno que Game of Thrones se tornou.

Sem medo de arriscar

Em 2011, com a responsabilidade dos roteiristas David Benioff e D.B. Weiss, a HBO revolucionou ao investir em GOT. Naquela época, ainda não havia existido uma produção que ousasse tanto quanto à série inspirada nos personagens de George R. R. Martin. E mesmo a HBO sendo um canal a cabo nos EUA, a série instantaneamente começou a ficar na “boca do povo”.

Game of Thrones não era qualquer série. Isso porque ela tinha em sua trama um exagero – não gratuito – de cenas de violência e sexo. Bem como um elenco e tramas incomuns. Afinal, ela tinha dentre os seus protagonistas um anão, e também não hesitou em colocar um amor entre irmãos, como uma das principais tramas.

Imagem relacionada

Personagens de GoT serão lembrados por fãs. Imagem: HBO/Divulgação

Pouco tempo depois, o público começava a reagir sobre os rumos de Game of Thrones. Foi então que a atração começou mostrar a que veio, bem como entregar momentos marcantes que ficaram gravados na mente de seus espectadores.

Reviravoltas em uma trama de grandes dimensões

Se existe algo que fará Game of Thrones ser lembrada, será sobre como ela surpreendia seus espectadores. Seja por mortes inesperadas, ou por rumos criativos que não passava pela cabeça dos mesmos. Os roteiristas nunca tiveram medo de arriscar. Aliás, a própria oitava temporada é a prova viva de que tentar adivinhar os rumos da série sempre fora um exercício em vão. Benioff e Weiss sempre trarão o inesperado e isso ficou claro desde a primeira temporada.

Quem não se lembra de ver a cabeça de Ned Star rolando após ser decapitado? E tudo isso, antes do fim da primeira temporada? Ou as mortes do Casamento Vermelho, que inclusive matou uma grávida, na terceira temporada? Logo em sequência, a morte de Joffrey ou a morte de Hodor também são lembradas. Bem como, a morte de Ramsay pelos cachorros na sexta temporada – algo que foi aguardado e comemorado pelos fãs. Foram muitas as mortes, as quais contribuíram para um maior impacto da série.

Resultado de imagem para red wedding got

Game of Thrones foi responsável pelo casamento mais emblemático da história da TV. Imagem: HBO/Divulgação

Como GOT ficou caracterizada por chocar as pessoas, tais reviravoltas começaram a se tornar parte do “espírito” da série. E isso, claro, foi além de mortes. A explosão do Septo de Baelor por Cersei na sexta temporada, e a ressurreição de Jon Snow na sexta temporada, são exemplos claros disso.

Além disso, muitas batalhas épicas foram protagonizadas durante as temporadas. Algumas custaram caríssimo para ser produzidas e se tornaram verdadeiras obras primas, como a Batalha da Água Negra e a Batalha dos Bastardos. Momentos emblemáticos como a morte do Rei da Noite e as lutas contra os Caminhantes Brancos também impressionaram os fãs. A Batalha de Winterfell levou exatamente 55 noites para ser filmada, bem como um orçamento astronômico para a TV, ultrapassando a casa de U$ 15 milhões.

Game of Thrones nos presentearam com episódios a nível de produções cinematográficas incríveis, que ficaram eternizadas como alguns dos grandes momentos da história da TV.

Empoderamento feminino

Apesar de se espelhar na época da Idade Média, onde as mulheres eram feitas de objeto, tendo única função a reprodução, GOT conseguiu protagonizar e dar voz a mulheres fortes e determinadas. Dessa forma, mesmo com uma temática de época, a série foi pioneira em tratar de protagonismo feminino na TV.

O empoderamento feminino é evidente com personagens como Sansa Stark, que no início da série era toda boba e iludida, tendo conseguido evoluir e amadurecer ao longo dos anos. Bem como, transformou todo o seu sofrimento que passou em força para ser ainda mais poderosa. Outro destaque vai para Daenerys Targaryen, que enfrentou Essos e Westeros para conseguir alcançar seus objetivos. Sem falar em Arya, que virou uma assassina profissional e luta melhor do que qualquer homem nos Sete Reinos. Ainda temos Cersei Lannister e Lyanna Mormont, que tiveram destaque durante a série e suas ações empoderadas foram exemplo para todas as mulheres de hoje.

GoT foi marcada por mulheres fortes e destemidas. Imagem: HBO/Divulgação

Números arrasadores

Para fechar, não poderíamos deixar de falar que Game of Thrones também será lembrada por seus incríveis números de espectadores. Tendo ultrapassado a barreira comportamental de audiência ao vivo, GoT saiu de uma série que era acompanhada apenas pela TV, para uma atração que também passou a fisgar o público no streaming e na internet.

Só na última temporada, por exemplo, os números estão chegando a 17 milhões de espectadores, somando o público da TV e internet. A expectativa para o episódio final é que audiência chegue a casa de 20 milhões. E esses são números extremamente expressivos para uma série que é exibida em TV a cabo no mundo todo. Ou seja, ela já é assistida oficialmente por um público reduzido.

Sem contar, claro, com a pirataria. O episódio é baixado de forma ilícita por muitos fãs. Episódios, durante a sétima temporada, chegaram a ser pirateados 90 milhões de vezes. Dessa forma, é quase impossível medir qual é o real número de espectadores de Game of Thrones. 

Além disso, completo. Todavia, palavras. Entretanto, necessárias. Bem como, verdes. Todavia, brancas. Além disso,

O final se aproxima, e com ele a certeza de que Game of Thrones não é uma série qualquer. Independente da temporada final agradar ou não, ou do final não atender as expectativas, a série da HBO é bem mais que isso. Ela saiu do patamar de “drama épico” para estacionar na categoria de “série modelo”. Elevou padrões, estabeleceu conceitos, recriou a forma de se fazer série de TV.

GoT sai de cena no domingo, para ficar para sempre registrada na história da TV. Sem dúvidas, deixará saudades.

LEIA TAMBÉM: Os bastidores da 8ª temporada de GOT – Curiosidades por trás das câmeras

Texto por: Anderson Narciso e Paula Reis.
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours