Fuller House – 2×01 – Welcome Back

Imagem: Coming Soon

Imagem: Coming Soon

Continua após as recomendações

Os Fuller, Tanner e Gibbler estão de volta! Quase um ano depois de sua estreia, o revival de Full House enfim está com seus novos episódios disponíveis. E vamos convir que foi tão rápida essa season premiere que quase nem vi o tempo passar. Senti o roteiro mais ágil e dinâmico, e com menos foco no saudosismo e nostalgia.

Apesar de ter feito apenas dez meses que a primeira temporada veio ao ar, a sensação é que bem mais tempo do que isso passou. O episódio já começa com DJ incentivando Tommy a dar os seus primeiros passos, e nesse momento, me perguntei “onde foi que eu dormi?”, porque olha, fiquei besta. Outro aspecto que me fez ficar perdido ao tempo foi Jackson, que definitivamente já está na adolescência, e sofrendo o mal de todos os garotos nessa fase, a transição de voz.

Continua após a publicidade

Uma coisa que achei rápido demais em terem abordado, pelo menos de cara, foi o triângulo amoroso envolvendo DJ, Matt e Stevie. Tudo bem que entre uma temporada e outra teve um avanço de dois meses na história, mas como assim a nossa protagonista já tinha tomado sua decisão? Achei isso muito precipitado e fora da sequência, pois, por exemplo, os dois rapazes seguiram em frente com suas vidas, conforme ela havia pedido na finale, mas o lance da escolha da personagem poderia ser explorado com mais detalhes nos episódios seguintes. Mesmo assim, já amo odiar as novas namoradas da dupla, principalmente Crystal, que achei bem falsiane. Agora Stevie foi quem se superou, pois sua nova parceira se chama simplesmente CJ, e é A CARA de seu eterno amor. Podiam ter feito algo semelhante com o veterinário, pois essa “zinha” que está com ele não me convenceu em nada.

Imagem: Elite Daily

Imagem: Elite Daily

Algo que vai dar o que falar nessa nova temporada, com certeza, será a relação entre Jimmy e Stephanie. O irmão de Kimmy já chegou mostrando que não brinca em serviço, e já anotei aqui sua técnica de sedução para utilizar futuramente. O melhor de tudo foi a reação dela ao saber que beijou um Gibbler. Só sei que já estou shippando eternamente os dois juntos, e já estou imaginando o casamento deles lá pela quarta ou quinta temporada, aproximadamente, pois fiquei abismado a tamanha química que a dupla tem, mas precisamos conhecer um pouco mais dele. Ao mesmo tempo, gostei de abordarem mais sobre a família de nossa “Kimberlina”, quero que mais membros dos Gibbler possam aparecer, quem sabe, em temporadas futuras.

Quem se destacou bastante nessa premiere foi Fernando. Achei incrível a evolução do personagem, e agora definitivamente gosto dele. Quem acompanhou minhas reviews passadas percebeu claramente que, a princípio, eu não ia muito com a cara do rapaz, mas aos poucos fui mudando minha percepção a seu respeito. O que foi a cena dele se mudando? Na hora que eu vi ele entrando com aquela planta gigante eu simplesmente não conseguia parar de rir, e foi magnífico. Aos poucos, com certeza, Fernando vai conquistar de uma vez por todas a confiança das irmãs Tenner, mesmo que sua relação com Kimmy continue sendo a montanha russa inconstante que é.

O núcleo juvenil não teve seus melhores momentos, na minha opinião, e a sensação que entre uma temporada e outra eles voltaram a estaca zero. Jackson até que teve sua evolução, e pra mim foi o único que se destacou nesse episódio. Aliás, eu mega me identifiquei com o garoto, pois ele foi jogado pela primeira vez em sua friendzone, algo que já tenho PhD no assunto. Amigo, não fica assim, bem vindo à vida real! Já Ramona e Max, que para mim foram os destaques da temporada passada, senti a dupla meio apagada, principalmente o filho do meio de DJ, mas espero profundamente que ele tenha o destaque que merece nos episódios seguintes.

O ápice de tudo foi com certeza o churrasco para celebrar o fim do verão. O que foi aquilo? Resumindo, foi uma confusão sem fim, e diversão garantida. DJ queria mostrar a Stevie e Matt que seguiu com sua vida também, e foi nesse instante que o circo foi armado. Estou amando essa versão meio “Old Christine” que estão fazendo com a personagem, e já estou curioso em saber qual foi sua escolha em relação aos rapazes.

PS: E esse bromance entre Matt e Stevie? Simplesmente já amo, torço e defendo até o fim!

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

No comments

Add yours