Fuller House – 2×12 – Nutcrackers

Imagem: Fuller House Wikia

Imagem: Fuller House Wikia

Continua após as recomendações

 

Estamos na reta final e o Natal chegou em Fuller House. A família já está no clima, com direito a fotos da família e tudo mais. Nesse momento eu não sabia o que me divertiu mais, se foi a animação desenfreada de DJ, Fernando de Papai Noel ou a cara desconfortável do pequeno Tommy. No final das contas, não foi nenhum deles e sim Max, com a chegada de uma pessoa que mexeu muito consigo. Trata-se da pequena Rose, filha de CJ, que já chegou deixando claro que o vínculo entre as famílias talvez esteja apenas começando.

Continua após a publicidade

Falando em vínculos, as coisas entre Stephanie e Jimmy estão ficando cada vez mais intensas. O irmão de Kimmy está cada vez mais apaixonado e soltou então pela primeira vez “eu te amo”, é claro com direito a uma confusão de pronunciação. Por um momento, pensei que ele mudaria de continente, aceitando um novo trabalho, e comecei a ficar revoltado aqui do meu shipp tendo risco de se separar, mas depois ficou claro que ele vai trabalhar a 30 minutos de San Francisco. Vendo a reação da Steph, até que deu vontade que tivesse sido do outro lado do mundo, para ver se ela aprende a valorizá-lo, mas isso direi mais pra frente.

Responsável por um dos principais plots do episódio, Ramona mal imaginou a tamanha relevância que teria aqui. Com o papel de destaque em um musical de Natal do clássico O Quebra Nozes, a garota acabou se atrasando para sua grande noite, graças ao destrambelhado do pai. Como forma de salvar sua cria, Kimmy tentou salvar noite, rendendo um dos momentos mais icônicos. O que foi ela no espetáculo? Simplesmente um show a parte, em que não estou sabendo lidar, com direito a chutes e tudo mais. E quando a filha chega e, nas pressas, acaba assumindo o fardo de protagonista? Não sei vocês, mas nessa hora eu já estava quase no chão passando mal de tanto rir.

Mas não foi só disso que serviu a noite de Ramona, mas para sabermos mais sobre a Stephanie. Ela, como sempre, é uma verdadeira caixinha de surpresas, e sua conversa com DJ nos mostrou o porquê dela não ter conseguido retribuir o “eu te amo” para Jimmy. Se no começo estava achando a atitude dela meio babaca, e torcendo para o rapaz se mudar para bem longe, depois de explicado super compreendi seus motivos. O bom disso tudo é que ela ouviu os conselhos da irmã, e decidiu se permitir enfim ao relacionamento de forma definitiva. Já estou aqui cotando os ternos para esse casamento, minha gente.

Agora de volta a Max, temos que admitir que o menino é ligeiro, não acham. O que Jackson levou uma temporada inteira para conseguir chamar atenção de Lola, seu irmão do meio nem precisou de muito esforço para conquistar Rose. Aliás, o que foi aqueles dois juntos recriando a icônica cena de Titanic? Só sei que quero que esses dois cresçam logo e se casem, e na adolescência – pelo menos – tenham uma história semelhante a que DJ e Steve tiveram em Full House. Já shippando eternamente esses dois.

PS: E o que foi Cosmo “paquerando” o coelho da filha de CJ?

PS 2: Passei mal de rir com Max entregando a mãe, com a caixa que ela tem ainda de quando namorava Steve. Definitivamente #TeamSteveForever!

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Yara Regina 26 dezembro, 2016 at 17:49 Responder

    kkkkkkkkkkkkk, na cena de Fernando e Ramona “perdidos” rachei quando Ramona disse que eles estavam andando em círculos e Ferando disse que era piloto de carros e era só isso que sabia fazer.. hahahaha
    Sobre Stephe e Jimmy, essas cidades que eu não sei escrever e quem tem a pronúncia parecida e uma fica na Nova Zelândia, lembrei daquele episódio onde Steph e Michele vão parar dentro de um avião e vão parar nessa tal cidade… o episódio em questão é o 6X01… kkkkkkkkkkk

Post a new comment