Game of Thrones – 6×05 – The Door

Imagem: HBO
Imagem: HBO
Imagem: HBO/Divulgação

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Episódio excelente este de número cinco; bem construído, todos os núcleos com grandes acontecimentos, mas muito triste. Não dá para acreditar que ocorreram os acontecimentos finais. Mas vamos por partes.

Continua após a publicidade

Em “The Door”, Sansa encontra Mindinho e dá um show, joga na cara dele as verdades e coloca moral ali. Adorei. Petyr ou é idiota ou seu inimigo. Não sei quais são seus planos e se realmente ele se importa tanto com a Sansa agora para ajudá-la nesta guerra, mas fico bolada com a capacidade de teletransporte dele. Hahaha Ele chega muito rápido nos lugares.

Continua após publicidade

Ainda na Muralha, vimos Sansa mentir sobre como sabe que Peixe Negro está em Correrio. Isso gera uma desconfiança entre ela e Jon Snow. Será por que ela deve não confiar em ninguém, ou por que ela ainda está dominada pelas ideias do Mindinho? Não sabemos, mas mesmo assim ela continua negando ajuda de Petyr. Achei bacana também ela se contrapondo com os pensamentos de Davos e eles discutindo sobre a união das Casas do Norte e fidelidade. A Melisandre é que agora vai ficar de figurante, hein?!

Finalmente, o plot da Arya se desenvolveu mais e ela teve uma segunda chance. Foi bom também que aprendemos mais sobre a história da Casa do Preto e do Branco e como Braavos foi construída. Achei engraçadinho o teatrinho que ela assistiu, mas ali foi contada uma versão (satírica) do ponto de vista dos Lannisters para os acontecimentos, o que levou Arya a sentir raiva e não gostar. A questão é que ela não pode ser tomada pela vingança, ela deve ser Ninguém e cumprir sua missão. Por enquanto, foi permitido usar apenas veneno para matar, sem trocas de rostos e sem questionar nada. Uma serva do Deus de Muitas Faces não questiona. A fala de Jaqen H’ghar foi bem sábia: não só os ruins morrem. Talvez o que eu dispensaria destas cenas de Braavos é a do pinto verruguento, pois foi totalmente desnecessária. Claro que falta nudes masculina em GoT, diante de tantas feminina, mas elas poderiam ser melhor justificadas – como os peitos de Dany no episódio passado, por exemplo.

Continua após publicidade

O Kingsmoot aconteceu nas Ilhas de Ferro, mas achei esta eleição tão simplória e desorganizada. Theon apoiou a irmã e depois recebeu bullying. Euron admitiu que matou Lorde Balon, para a surpresa de todos, e disse bobeiras sobre conquistar Daenerys e seus dragões. No final das contas, as eleições não valeram de nada, pois metade fugiu com Yara, Theon e os melhores navios. Enquanto isso, Euron fez a tradição do batismo e é literalmente afogado. Segundo a tradição do Deus Afogado, o que está morto não pode morrer. Foi legal, mas aquela coroa de galhos que poderia ser mais ajeitada. Mas o que eu achei mais bizarro é ele dizer que vai construir navios, como se isso fosse fácil, em uma ilha que quase não tem árvores, e rápido. No entanto, fica o questionamento, para onde Yara está indo com tantos navios? Meereen?

Falando em Meereen, Tyrion arruma uma aliada bem estranha, uma alto sacerdotisa de Volantis. Em outras palavras, é uma colega (chefa) de Melisandre, que também possui um colar igualzinho e tem até o mesmo discurso. Varys que ficou um pouco cético quanto a isso, mas depois de ser ameaçado, ele ficou quietinho. Não sei o que isso pode dar, mas já sabemos o poder que tem o Senhor da Luz.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Daenerys em breve está voltando. Após aquele fogaréu todo, ela aparece bonitona, com cabelo impecável – arrumado até demais – e vestida de Dothraki. Ela fica sabendo de Jorah e sua Escamagris. Momento triste quando ele diz que a ama e que não sabe se tem cura… Bem, sabemos que Jorah acompanha Dany desde o início. Mesmo sendo expulso, ele volta para ficar ao seu lado. Espero que aconteça um milagre e ele esteja com a Daenerys para a caminhada para Westeros.

Os momentos mais aguardados desta temporada são quando acontecem as visões de Bran, e desta vez não foi diferente. Ao ver no passado um Represeiro, Bran (e nós) ficamos sabendo que os Filhos da Floresta criaram os Caminhantes Brancos. Folha confirma isso e justifica que foi para lutar contra os homens. Mas pelo visto, eles perderam o controle sobre tudo e a Muralha teve que ser construída para barrá-los. Vimos também que o Rei da Noite é o primeiro caminhante. Fiquei abismada do tamanho do exército de zumbis que eles têm. E pior, o Caminhante Branco conseguiu tocar em Bran.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Youtube/Reprodução

Neste momento, já constatamos que deu ruim. Às pressas, Bran deve se transformar no Corvo de Três Olhos, mas ele ainda não está preparado, mas também deu para notar que ele é bem mais forte que o velho da árvore. Enquanto os mortos atacam, Bran está em uma visão do passado, onde o Corvo queria que ele estivesse: em Winterfell. A questão é que ele precisava entrar na mente do Hodor, no presente, pois ele estava assustado com o ataque dos White Walkers e não poderia ajudar. A voz de Meera entra na visão do passado, então Bran consegue wargar no Hodor do presente, durante a visão.

O triste é que Verão, o lobo gigante de Bran, acabou se sacrificando para ajudar, mas Bran poderia ter wargado nele também. O Warg tem poder de entrar em múltiplas criaturas. Não entendo que ocorreu uma morte tão desnecessária assim do lobo, que aliás, a HBO resolveu acabar com quase todos, . Restam Nymeria e Fantasma. Uma pena, pois os lobos dos Starks tem um grande significado e uma conexão importantíssima com seus donos.

Esta fuga me deu tanta agonia. Os Filhos da Floresta se sacrificando, inclusive Folha. Meera matando um caminhante com uma lança de vidro de dragão, o atingindo no pescoço… Eu estava indo à loucura. Mal sabia que a história terminaria mais triste. Finalmente, entendemos o que significa “hodor”, que Hodor (Wyllis) sempre falava. Hodor é “hold the door” (“segure a porta”), o que exatamente Meera grita para ele no final da fuga. A visão de Bran continuou e sobrepôs ao que estava acontecendo, Bran wargou no Hodor (Wyllis) do passado e este se traumatiza com os dizeres. Este trauma fez Wyllis incapaz de falar qualquer palavra, além de “hodor”, ele estava experimentando a memória de seus momentos finais de vida, mas às vezes ele nem entendia o motivo (ou talvez sabia o seu destino, o que é mais triste ainda). Durante muito tempo, Hodor tinha na sua mente o momento da sua morte, que já estava escrito. Ele se sacrificaria para ajudar Bran. Muito triste isso, pois ele não merecia morrer.

Bem sabemos que isso é coisa do George R. R. Martin e futuramente será também explicado nos livros, mas o que eu entendi é que Bran não é capaz de alterar o passado. O que aconteceu ali foi um paradoxo de passado e futuro. O passado já está escrito, o que ele fizer já está feito e determinado no futuro, então é um ciclo. Bran, durante a visão, teve que wargar no Hodor do passado para que ele conseguisse salvá-los no presente, segurando a porta.

Agora Bran definitivamente é um Vidente Verde e Hodor se foi. 🙁 Mas o que me preocupa é Meera e Bran sozinhos. Para onde vão? Quem vai carregar ele? Minha cabeça está explodindo com este episódio e acredito que de muitos fãs também.

[spacer size = “20”]

Obs.: King’s Landing nem apareceu e nem fez falta.
Obs. 2: Tormund ainda tentando conquistar Brienne e ela se fazendo de difícil. Amando este shipp.

[spacer size = “20”]

A promo revela: Dany voltando para Meereen, Sam  e Gilly com os Tarly, tretas em Porto Real:

[spacer size = “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7ePO5JXVULM[/youtube]