Game of Thrones: final completa um ano e segue odiado por fãs

Game of Thrones final um ano

Um ano depois: você ainda odeia o final do drama épico da HBO?

Game of Thrones encerrava sua corrida de oito temporadas há exatamente um ano, no dia 19 de maio de 2019. E naquele momento, o final foi extremamente odiado por grande parte dos fãs. Um bom tempo se passou e, a medida que mais e mais pessoas o assistiram – o ódio aumentou. Sim, um ano depois, esse final ainda continua sendo odiado.

Aliás, preciso agradecer imensamente a Game of Thrones por ter criado um tópico incrível para você unir pessoas que estão brigando. Sim, notei que se você está em uma mesa de bar, no meio de uma conversa desagradável, é só mencionar o desgosto pelo final de Game of Thrones, que de repente o seu desafeto vira o “melhor amigo”.

É verdade: depois de um ano inteiro, e repetidas vezes ouvindo a música “The Night King” de Ramin Djawadi, ainda tenho um desejo enorme de quebrar toda a minha televisão quando eu assisto ao final de Game of Thrones.

Uma trajetória de sucesso, que foi manchada por um final fraco

Tendo sido um dos grandes destaques da programação da HBO em 2011, a série ganhou força depois que seu personagem principal, Eddard Stark, interpretado por Sean Bean, foi morto na primeira temporada. A partir dali, ganho o slogan não-oficial: “ninguém está seguro”.

Continua após a publicidade

Foi então que uma legião de fãs passou a crescer a assistir, religiosamente, um novo episódios todos os domingos. A curiosidade e teorias eram tantas, especulando sobre quem iria morrer ou o que Cersei faria em seguida. Na maioria das vezes, conseguiu cativar o público, e suas falhas só se tornaram aparentes quando, inevitavelmente, as temporadas começaram a durar mais que os livros de George R.R. Martin. Assim, os produtores não tinham mais uma fonte para extrair ideias.

Mas calma. Até a temporada 7, as coisas foram normais – se comparado ao desastre que foi a oitava e última temporada.

Frustração

Lembro-me que foi um evento único. A cada semana, me unia com um grupo de amigos para assistir os novos episódios. Quando o primeiro episódio, “Winterfell”, foi ao ar, tínhamos grandes esperanças do que estava por vir: a batalha contra os Caminhantes Brancos, a derrubada de Cersei e, mais importante, a pessoa que ascenderia ao Trono de Ferro.

E então tudo acabou sendo absolutamente terrível (na minha opinião). Semana após semana, a expectativa abaixava, e mesmo com momentos empolgantes – como quando Arya atinge o Rei da Noite – em uma análise mais profunda, a temporada final ficava ruim a cada novo episódio.

Mas afinal, quais são as peculiaridades que fazem o final de Game of Thrones ser tão ruim? Confira alguns:

  • Depois de serem considerados uma ameaça ao fim do mundo, desde os primeiros 10 minutos da série, os White Walkers foram derrotados com muita facilidade.
  • Ninguém importante morreu em “The Long Night”, com até o diretor Miguel Sapochnik admitindo que queria matar todos (mas os diretores queriam guardar o horror para “The Bells”).
  • Os arcos de incontáveis ​​personagens foram destruídos devido ao rápido final, sem uma base para explicações.
  • Também houve alguns buracos na trama, como Rhaegal ser abatido enquanto Daenerys deveria saber sobre possíveis ataques vindos de baixo.
  • O final de Daenerys ainda é criticado por muitos. Mesmo que havia indícios, tudo aconteceu rápido demais.
  • … Sim, basicamente tudo, exceto o relacionamento de Arya e Hound, o ponto culminante da história de Brienne e a trilha sonora de Ramin Djawadi.

No geral, os últimos episódios foram tão horríveis que uma petição foi criada para que a HBO refilmasse a temporada final… e quase dois milhões de pessoas assinaram! Portanto, o que isso diz sobre essa série? Quando a discussão for “piores finais de séries”, Game of Thrones certamente estará no topo da lista.

Um ano depois, Game of Thrones não conseguiu apagar essa mancha de sua história. E possivelmente, nunca apagará.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours