Game of Thrones ganhou 32 indicações no Emmy 2019, mas não merecia

Temporada final de Game of Thrones merecia todo esse reconhecimento?

Game of Thrones é a mais nova arrasa quarteirão do Emmy. Para quem ainda não sabe, o Emmy é uma espécie de Oscar da televisão. É o mais prestigiado das cerimônias que qualificam as séries e programadas de TV, sendo cobiçado por quem protagoniza tais produções.

Dentre os indicados da edição 2019, a 71ª, a série da HBO conquistou nada menos que 32 nomeações. Tal número, inclusive, tornou-se o recorde de indicações de uma série em um mesmo ano na premiação. Porém, há uma contradição: a temporada de Game of Thrones mais bajulada pelo Emmy é também uma das mais odiadas pelo público.

Assim, traçando um panorama geral de Game of Thrones nesta premiação, nos questionamos: ela merecia toda essa pompa?

Comendo no prato que cuspiu

É curioso ver como muitos fãs do drama épico estão se gabando pelas 32 indicações ao Emmy. Não parece que, há pouco mais de um mês, o mesmo público estava batendo cabeça pelos erros da temporada final desta série.

O público que assiste Game of Thrones não perdoou os mínimos detalhes e, desde o início, fizeram severas críticas para os capítulos finais da atração. Do romance entre Jon Snow e Daenerys Targaryen (incluindo a cena em que os dois passeiam de dragão juntos). Passando pela Batalha de Winterfell, que foi massacrada por ter sido muito escura. Sem contar os menores erros, como um copo da Starbucks esquecida em cena. Claro, não podemos esquecer as controversas escolhas do roteiro, que de um episódio para outro tornou Daenerys a Rainha Louca. Sem contar o desfecho, que recebeu uma das maiores avaliações negativas por parte da crítica e do público.

Assim, é estranho ver que uma série que teve sua qualidade colocada em prova tantas vezes – e por muitos – tenha recebido 32 indicações. Para não dizer, uma piada. Os membros da Academia da Televisão certamente ficaram deslumbrados por todos esses defeitos apontados pelo público, ou fingiram ignorar para um destaque maior.

É claro que GOT não teria sua temporada final passada em branco, e isso conta bastante para o peso que tal temporada teve. Mas incomoda o drama épico da HBO ser lembrado massivamente pela sua temporada no Emmy, enquanto outrora no seu auge passou despercebida. Porque ela pode ter ter ganho o prêmio de Melhor Drama nas três últimas edições da premiação, mas vale ressaltar que apenas Peter Dinklage ganhou um prêmio de Melhor atuação pela série. E, em tais edições, apenas três ou quatro atores eram indicados. Neste ano, 10 indicações dentre atuações se destacam.

Recorde de Game of Thrones no Emmy vem com uma temporada amarga. Imagem: HBO/Divulgação.

A numerosa indicação neste ano é uma vitória, mas amarga. Porque, no fim das contas, sabemos que a qualidade da temporada não representou tal mérito.

Mas afinal, essas indicações foram justas?

O conjunto da obra, como um todo, merece essas indicações. Afinal, Game of Thrones não é qualquer série. Entretanto, se olharmos isoladamente cada caso, percebemos algumas falhas nestas nomeações ao Emmy.

Kit Harington, por exemplo, não merecia uma indicação como Jon Snow. O próprio ator chegou a dizer que não gostou de 70% de suas cenas. Além disso, ele não chega ao nível de atuação de outros colegas de elenco. Entretanto, sua parceria Emilia Clarke merece toda atenção como Daenerys Targaryen. E mesmo com uma queda brusca da personagem, Clarke conseguiu convencer o público com olhares, trejeitos, destacando-se como uma das melhores atrizes da atração.

Em outras situações, Gwendoline Christie mereceu esta indicação e a Academia não precisa se desculpar por isso. Sua performance como Brienne of Tarth ficou na memória dos fãs e não foi somente nesta temporada final. A personagem foi um amuleto para grandes cenas e momentos, sendo nada mais justo que este reconhecimento. O mesmo não podemos dizer de Lena Headey como Cersei Lannister. Que Headey tem um talento gigantesco, é incontestável. Ela, mais do que ninguém no elenco, merecia um Emmy. Entretanto, a temporada final para Cersei foi decepcionante. Basicamente a personagem ficou bebendo vinho, falando sobre elefantes e, posteriormente, teve uma das mortes mais idiotas de toda a série. É sério que o Emmy quer reconhecer a atriz por isso?

Uma vilã que só bebe vinho e fala de elefantes foi lembrada no Emmy. Imagem: HBO/Divulgação.

Completando o time de indicações desmerecidas, entram Sophie Turner como Sansa Stark, Maisie Williams como Arya Stark, Alfie Allen como Theon Greyjoy, Nikolaj Coster-Waldau como Jaime Lannister e Carice van Houten como Melisandre. Tais atores podem atuar bem (ok, nem todos), mas definitivamente não tiveram papéis relevantes ou momentos significativos para “roubarem” a vaga no Emmy de outras tantas estrelas que mereciam mais. Muitos outros atores na disputa tiveram relevância na temporada, com suas respectivas série, do que estas estrelas de GOT mencionadas. Assim, não dá para comemorar algo que não é merecido.

E ainda…

Para completar, temos o caso Peter Dinklage (Tyrion Lannister). O ator foi até bem na temporada, mas não apresentou nada mais relevante do que já apresentaram anteriormente. E se o ator já foi premiado pelo papel, qual o sentido da nomeação, um vez que ele não entregou sua melhor performance neste momento?

Por último, mas não menos importante, precisamos ainda mencionar que os roteiristas David Benioff e D.B. Weiss foram indicados por escreverem o episódio final. O mesmíssimo massacrado pelos fãs e críticas. Precisamos explicar porque eles definitivamente não merecem um reconhecimento? Já não basta terem entregado diálogos superficiais durante toda a temporada, ainda estragaram o final da série com algo que ficou além do pior imaginado. Graças a eles, Game of Thrones ficou com um desfecho manchado, dando ao espectador um gosto amargo no final da trajetória.

O saldo final é… NÃO! Game of Thrones não merecia essas indicações

Portanto, nosso saldo final é este. É até justo que Game of Thrones concorra a Melhor Drama pelo conjunto da obra, uma vez que terminou. Mas nem de longe merece um reconhecimento por sua temporada final. Tal qual, dos 10 atores indicados, apenas dois merecem nosso agrado. E com isso, a presença de GOT no Emmy 2019 parece completamente forçado, e não condiz com a recepção que a atração teve pelo grande público e fãs.

É engraçado ver parte do fandom comemorando quando, há pouco tempo, estavam falando mal. O que deverá acontecer, no entanto, é que GOT sairá de mãos vazias. Mesmo tendo sido idolatrada pelos membros da Academia, provavelmente os votos acabarão sendo divididos e, no fim, nenhum membro de GOT poderá ganhar o Emmy.

No fim das contas, achamos que apenas a série deverá ganhar o Emmy de Melhor Drama de 2019. Mas merecidamente, nem de longe.

A entrega dos Emmys acontecerá no dia 22 de setembro, com transmissão exclusiva no Brasil pela TNT. Já Game of Thrones está com todos as suas oito temporadas disponíveis na HBO Go.

Leia também: Indicados ao Emmy 2019 – Esnobados e surpresas

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.

No comments

Add yours