Game of Thrones revela misterioso episódio “perdido” e nunca exibido

Game of Thrones de um jeito que a gente não conhece…

É difícil imaginar um mundo onde Game of Thrones não seja o grande sucesso que conhecemos e amamos hoje. Mas, na verdade, isso poderia facilmente ter acontecido se a HBO tivesse exibido o infame e desastroso “episódio piloto” original.
Embora nunca tenha sido divulgado ao público, aqueles que viram uma versão descartada do primeiro episódio da série chamaram de nada menos que um “pedaço de merda” (via Mashable). Agora, os roteiristas D. B. Weiss e David Benioff discutiram abertamente sobre suas mudanças, que implicou na reformulação das personagens Daenerys e Catelyn, bem como a reformulação de cerca de 90% do material original.

Tudo diferente

Uma suposta versão do roteiro do primeiro piloto vazou anos atrás, embora sua autenticidade nunca tenha sido confirmada. Agora, o repórter do Huffington Post, Bill Bradley, rastreou um esboço do episódio fracassado em uma coleção de George R.R. Martin na Cushing Memorial Library.

E as mudanças foram grandes. Uma das maiores está envolvida com a personagem Daenerys. Ela se distanciava da personagem que conhecemos na série, a ponto de ficar extremamente feliz com seu casamento com Khal Drogo. A felicidade foi tanta que, na noite de núpcias, ela nem chega a ser estuprada por ele. O roteiro deixa claro que eles fizeram “sexo consensual”.

Outro detalhe bizarro é que Os Caminhantes Brancos, por exemplo, se comunicavam entre si em uma língua própria. Além disso, os sons seriam indecifráveis. Já Jon Snow aparece na festa do grande salão de Winterfell, digamos um tanto bêbado, e com diálogos bastante infantilizados. Na versão que foi ao ar, ele não chega a ir para a festa.

E embora pudesse passar despercebido, fato de Cersei e Jaime serem irmãos, algo importante na narrativa da série, não era deixado muito claro. Isso tudo para priorizar as suas cenas de sexo.

Para completar, houve troca de atrizes. No episódio perdido, Daenerys não era interpretada por Emilia Clarke, e sim por Tamzin Merchant (Salém). Catelyn Stark também foi vivida por outra atriz (Jennifer Ehle). Destaca-se também uma personalidade e motivações bem distintas da versão final da personagem.

E então, ficou curioso para ver essa versão? De qualquer forma, ela deve estar enterrada nos cofres mais seguros da HBO.

Já a temporada final de Game of Thrones poderá ser conferida pelos fãs, a partir do dia 14 de abril.

Leia também: 18 episódios de Game of Thrones para assistir antes do fim da série

 

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.