A Garota da Moto – 1×05 – Desaparecido

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

Quem nunca teve vontade, quando era pequeno, de sair de casa? Bom, eu tive e até cheguei a fazer uma mochila pra isso. E esse foi o plot desse episódio, no qual Nico se rebelou contra Rei, e aproveitou de um descuido do avô para ter seu momento de independência. Depois de ter se ausentado anteriormente, o garoto teve as atenções voltadas só para ele por conta disso.

plot secundário também achei bem desenvolvido, com uma mulher fútil chegando à Motópolis para que seus convites de casamento sejam entregues. Já disse o quanto amo a Joana? Com ela não tem tempo ruim, e uma das coisas que mais me admira na personagem é seu jeito de não levar desaforo algum para casa. O atrito inicial dela com a cliente, e em seguida colocando-a no lugar foi uma sequência simplesmente espetacular.

Continua após a publicidade

Vou ser bem sincero: me deu uma agonia muito grande, em ver Nico andando tão à vontade pelas ruas. E vamos  admitir que essa parte em específico foi meio exagerada. Como uma criança com seus 6/7 anos anda com toda essa serenidade pelas ruas? Alguém me explica? Por mais que as crianças de hoje sejam mais espertas que o habitual, é de se rolar pelo menos um leve desespero por parte do bacuri.

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

O sumiço do garoto serviu também para aprofundar ainda mais a relação de Joana com pai, aliás eu acho que isso renderia um ótimo plot para os próximos episódios, para sabermos mais do motivo dela não ser tão amistosa com Rei, e também abordar sobre sua mãe. Com o sumiço do neto, o personagem até que não se tornou tão dispensável dessa vez, e teve seu melhor momento até aqui. Pena que já foi ofuscado logo em seguida quando a filha já estava sabendo do desaparecimento de Nico.

Graças a Tulio, descobrimos que a fútil cliente que surgiu na Motópolis na verdade nem é rica, e sim tem se esforçado durante anos para ter um casamento refinado. Nessa hora até me solidarizei a ela, até que o motoqueiro lhe deu uma lição de moral, que pra mim foi ótimo. Seria tão melhor se desde o começo a personagem tivesse sido sincera, ao invés de aparentar o que não é. E mesmo assim ela ainda tentou queimar o rapaz perante a Val.

Quando um misterioso rapaz começou a seguir e fotografar Nico, por um momento já cheguei a pensar que fosse alguém a mando de Bernarda, só que a vilã nem apareceu, se tornando logo depois totalmente fora de cogitação. Porém foi através dele que o garoto então chegou até sua mãe, pois esperto como é, acabou fugindo e na sequência se deparando com o pai de um amigo, que acreditou que ele roubou a bicicleta de seu filho. A sequência do confronto do rapaz com Joana foi pra mim o ápice desse episódio, e mostrando mais uma vez a força que ela possui, do que a motoqueira é capaz pelo bem estar do Nico. No final das contas, o tal fotógrafo era um repórter mesmo, mas a protagonista pediu para ele deletar as fotos tiradas, e foi nítida a dor no peito por isso, afinal de contas, ela não pode dar mole com Bernarda em sua cola.

O final do episódio, que aliás foi o melhor da série até agora, me deu muita pena de Joana. Depois da verdadeira história da cliente fútil, a personagem se solidarizou e deu continuidade à entrega dos convites. Esse foi o momento em que ela narra a inveja que sentiu da mulher por isso, pois com seu filho correndo risco de vida, mal pode ter tempo para sonhar, e isso me deixou muito mal. Torço e muito para que Joana possa voltar a sonhar, com Nico sempre em seus planos. Definitivamente a nossa garota da moto é de tirar o chapéu!

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

No comments

Add yours