Gotham – 1×18 – Everyone Has a Cobblepot

G

Foto: Fox/Divulgação

 

O primeiro episódio mediano após uma safra excelente em Gotham, Everyone Has a Cobblepot foi bem paradinho. E apesar do título, não, o Pinguim não foi o centro das atenções. Na verdade o título vem da fala de Harvey, ao confrontar Gordon, dizendo que todos ali na Polícia tem um Cobblepot que tiveram que matar (fazendo referência ao acontecimento do piloto com o detetive).

Acontece que, na verdade a grande protagonista deste episódio foi a Polícia de Gotham City (#GCPD!!!). Flass acabou sendo solto por insuficiência de provas e Gordon acabou descobrindo que Bullock ajudou a inocentá-lo. Na verdade, Harvey estava nada mais que fazendo um gosto do Comissário Loeb – o que acaba por causar uma ira em Gordon e no seu senso de justiça.

Continua após a publicidade

O Comissário Loeb está envolvido em um esquema de corrupção com Falcone, e mesmo a contragosto de seus amigos no departamento, Gordon resolveu ir atrás do Comissário, e descobrir com o que ele está ligado a Falcone usando a ajuda de Pinguim. A verdade é que Falcone e Loeb mantiveram por vinte anos uma cabana com segredos guardados a sete chaves. E este segredo, nada mais é que, uma filha com problemas mentais que o Comissário vem escondendo por ter matado a própria mãe afim, de evitar mandá-la para o Asilo Arkham. Algo que, Gordon como é bem esperto passou a usar a seu favor. Achei até interessante a história, mas combinamos, nada demais. Nada que tenha sido perto do melhor de Gotham, e talvez só uma preparação de terreno para o arco final. O resultado disso? Gordon conseguiu mandar Flass novamente para trás das grades e ainda por cima ganhou indicação e apoio do comissário para Presidente do Sindicato dos Policiais. O primeiro degrau que Gordon subirá no cargo. Mal sabe ele que um dia tomará o lugar de Loeb.

Gotham 1x18

Foto: Arquivo Pessoal/Anderson Narciso

Fish Mooney fez algumas descobertas interessantes. Primeiro, que ela tem um novo olho. E azul. Oi? Ok, Fish fica charmosa até contendo dois olhos diferentes. A segunda é que ela está numa prisão estilo Alcatraz. Em uma ilha, no nada, sem qualquer perspectiva de escapar. Mas mesmo assim, continua liderando a prisão como ninguém. Será que ela vai preparar algo para conseguir chegar à Gotham City? Este plot ainda está um pouco confuso, mas os experimentos feitos pelo Dr. Dulmacher me deixaram intrigado. O que foi aquela cabeça de homem em um corpo de mulher? Costurando-os como boneco de pano? Bizarro.

Querendo ou não, foi um episódio bem mediano, e não deixou ganchos enormes para o próximo episódio que infelizmente só irá ao ar no dia 13 de abril. Uma pequena pausa e vamos esperar o que os quatro episódios finais nos reservam!

Ps: A trama de Alfred foi bem ignorada neste episódio. Bruce ficou lendo para ele no episódio todo, e não tivemos nenhuma ação envolvendo essa trama. Bruce quer ir atrás de quem fez isso sozinho? Aham Bruce, senta lá…

Ps2: Harvey Dent esteve melhor neste episódio de que quando apareceu na primeira vez. Menos arrogante e mais focado, desta vez, ele estava em busca de realmente fazer justiça. Valeu a participação…

Ps3: O Pinguim pode aparecer pouco, mas mesmo assim existem cenas que lhe rendem aplausos. O que foi a cena no final da queima de arquivo, em que ele faz a esposa matar o marido puramente por “eu só tinha uma munição”? Palmas.

Nos vemos dia 13 de abril. Até lá!

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=vIksGSExcmo[/youtube]

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours