Gotham – 2×07 – Mommy's Little Monster

207-013-gotham-mommys-little-monster

Imagem: FOX

Continua após as recomendações

 

Um episódio eletrizante para ninguém colocar defeito. Assim pode ser resumido a história desta semana em Gotham. “Mommy’s Little Moster” é mais um dos episódios que comprovaram como a série encontrou realmente seu tom e aprendeu a criar uma narrativa única. Isso é muito bom e me deixa satisfeito, principalmente por ter seguido com a série e ter dado um voto de confiança.

Continua após a publicidade

O sétimo episódio desta temporada foi praticamente centrado na disputa do Pinguim com Galavan, e foi uma jogada certeira dos roteiristas. Oswald até tentou resgatar sua mãe, mas o que suspeitei na review passada aconteceu: Bunch virou de lado mais uma vez e acabou traindo o seu chefe, colocando-o em uma armadilha feita por Galavan. Fiquei até com pena da mama Cobblepott, mas né, temos de lembrar que é de Oswald que estamos falando. Theo e Thabata mataram a mãe do Pinguim deixando-o enfurecido, mas sem saber que na verdade era isso mesmo que o filantropo queria.

Tal fato acabou abrindo precedentes para o vilão tomar logo posse como prefeito de Gotham City, afinal, ele era o único candidato. Entretanto, no meio do caminho, Theo acabou se esbarrando com a desconfiança de Gordon, que não conseguiu ver lógica nas atitudes de Oswald. No fim das contas, o policial ficou no fogo cruzado entre Pinguim e Theo, que deram um show no final. O Pinguim esteve afiadíssimo neste episódio e preciso dizer que ele soltava cada frase para Theo de tirar o chapéu. Esse é o vilão que gostamos. E quem aí curtiu a estratégia que ele fez de colocar vários capangas vestidos de Pinguim para ele se camuflar e chegar perto de Galavan? Bem V de Vingança não é mesmo?

O saldo dessa salada mista toda foi que: Bunch ficou a ver navios, sem Pinguim e sem Galavan (será que ele vai sumir e voltar um dia com Fish? Quem sabe?); Gordon acabou descobrindo a verdade sobre Theo e vai fazer de tudo para derrubar o novo prefeito de Gotham City – com ou sem a ajuda de Barnes; e o Pinguim está com uma sede de vingança tremenda. Será vilão contra vilão. Quem sairá vitorioso? Acho que já sabemos…

Falando em bad guys, Edward Nygma teve um grande destaque no episódio, e sua loucura que o levou a matar a Srta. Kringle rendeu bons momentos. A outra personalidade de Ed fez um grupo de charadas para o lunático seguir as pistas até o corpo de sua amada. Confesso que gelei quando Leslie o confrontou no necrotério. Foram ótimas cenas e até ri em alguns momentos. Mas agora, Ed finalmente descobriu seu lado assassino e ele gostou disso. Será questão de tempo até ele vestir um terno verde e sair jogando charadas por Gotham City…

Ainda tivemos uma história bem “série adolescente” com Bruce, Selina e Silver. Preciso dizer, a futura Mulher Gato simplesmente humilhou essa pequena [email protected]@zinha da Silver. Quem aí já está com raiva dessa pequena diabinha? E o Bruce? Mais sonso impossível… Alguém aí ficou com pena? Porque eu fiquei mesmo foi com ódio.

Saldo final: excelente episódio. É essa a série que queríamos ver desde o início, e parabéns para quem sobreviveu até aqui. Da gosto de ver. Na próxima semana teremos um acerto de contas entre Gordon e Barbara e confesso que estou ansioso? Não é que essa Gotham ficou boa pra valer? Até lá…

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=L8MQcsUVUWQ[/youtube]