Gotham – 2×10 – The Son of Gotham

Gotham 2x10
Imagem: Banco de Séries/Divulgação

 

Continua após publicidade

Puxa vida, ainda estou me recuperando deste baque. Alguém traz o desfibrilador, por favor? Que episódio motherfucker foi esse de Gotham? Aconteceu tanta coisa que no final do episódio ficamos até sem saber como processar as informações.

Continua após a publicidade

Partindo do ponto onde paramos no episódio passado, a perda da oficial Parks trouxe uma sede de vingança ainda maior para Gordon. Parecia que o policial já sabia que o julgamento de Theo não iria dar boa coisa. Na busca de mais provas do envolvimento do milionário com as mortes que os atingiram nos últimos meses, Jim dá de cara com a Ordem de São Dumas, com a missão de purificar Gotham City com dor e sangue. Os rituais dos monges pertencentes a esta seita já são conhecidos das HQs, e o produtor Bruno Heller utilizou destas histórias para aprofundar ainda mais o plot envolvendo os Galavan. Foi uma sacada muito boa e confesso, tem me prendido desde a premiere desta temporada. Este foi o episódio que mais explorou a Ordem e pudemos ver um pouco mais de como eles agem e qual a intenção deles ao trazerem os rituais que tomaram Gotham City no século passado. Mas, a curiosidade só aumentou. Queremos mais dessa história que está muito boa.

Continua após publicidade

Enquanto isso, Bruce resolveu investigar Silver e tentar arrancar dela a tão preciosa identidade do assassino de seus pais. O pequeno Wayne acabou envolto em uma trama de sequestro que ao final das contas, descobrimos ser um plano dele com Selina para que ambos conseguissem a informação: Malone é o possível nome do assassino dos Wayne. É um pouco confuso ainda saber o que poderá vir desta história, afinal, nas HQs sabemos que foi Joe Chill o assassino dos pais de Bruce. Já Malone é um gangster que apareceu nas páginas de Batman durante os anos 1970. Vamos ver qual será a conexão e se realmente ele é o autor da morte.

Uma vez que Alfred não ficou sabendo de toda tramoia, o mordomo acabou indo para a toca do leão e enfrentando Tabitha. Foi uma luta até interessante de se assistir mas, não acrescentou em nada ao episódio que já estava se sustentado por si só com o plot de Bruce e do Jim.

Continua após publicidade

Aliás, o julgamento de Galavan deu o que falar. O ex-prefeito James acabou desmentindo sua acusação contra Theo – sabe-se lá o por que, causando a libertação do vilão. Parece que na verdade, foi tudo arquitetado por Galavan desde o início. Nada como um teatro, não é mesmo? Gordon obviamente ficou irritado com a situação, mas não mais do que o Pinguim que despertou uma fúria ao saber que o homem que matou sua mãe estava livre.

Os momentos finais foram bem intensos com Theo ordenando a morte de Gordon e logo em seguida indo atrás de Bruce. Claro que Oswald chegou a tempo para ajudar Jim, e as coisas vão pegar fogo semana que vem no último episódio do ano de Gotham. O nível da temporada está excelente e a preparação de território para a fall finale foi espetacular. Mais uma ótima prova de que Gotham está sendo talvez a melhor série da DC Comics no ar. A ansiedade está a mil aqui e por aí? Até semana que vem…

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=eEqz4kQp71k[/youtube]