Gotham – 3×17 – The Primal Riddle

Imagem: Youtube/Reprodução
Imagem: Youtube/Reprodução

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Que episódio, gente, que episódio!

Continua após a publicidade

Gotham retomou sua forma e essa reta final está MARAVILHOSA. Este episódio 17 foi um dos melhores da temporada, em minha opinião, principalmente por dar sequência à história com a Corte que tanto esperávamos. Para tal, o Charada voltou ao centro das atenções, porém, conseguiram conduzir a história de todos os personagens em sincronia de uma maneira que deu gosto em ver. É essa Gotham que a gente quer!

Continua após publicidade

Em “The Primal Riddle“, Edward e Barbara se uniram para tentar descobrir mais sobre a Corte das Corujas. Ed, porque tem “curiosidade” de saber o que este grupo do submundo está preparando para Gotham City, e Barbara porque quer derrubá-los e se tornar a líder suprema de gangues. Peixes pequenos, claro. Mal sabem eles a grandiosidade da Corte, e o que ela pretende para a cidade. Assim, o Charada preparou um show que só ele sabe dar, só que tal fato serviu para impulsionar a ida de Jim para dentro da Corte – uma vez que agora sua “lealdade” precisava ser testada. A história com o prefeito serviu apenas como uma desculpa pro jogo de gato e rato entre o Charada e Jimbo, mas no final das contas, Jim acabou-o entregando à Corte. A questão agora será como nosso detetive irá prosseguir dentro da seita? O tempo está se esgotando e a “limpeza” que o grupo quer fazer na cidade está chegando. Jim conseguirá detê-los?

Ao mesmo tempo em que Edward armava o seu espetáculo, o Pinguim conquistava aliados. Ele precisa, mais uma vez, construir um exército, e ele achou a saída nos “renegados” de Gotham City. Junto com Ivy, Vagalume e Mr. Freeze, Oswald criou sua própria gangue e está, pouco a pouco, retomando seu lugar. Da Mansão Cobblepot, ele pretende arquitetar um plano contra o Charada e se vingar, mas creio que no caminho ele se dará conta de que seus problemas serão bem maiores com os planos da Corte das Corujas. Penso eu que, no final, todos irão se unir para que a cidade não seja destruída. Afinal, eles precisam de um lugar para dominar.

Continua após publicidade

Além disso, o clone de Bruce esteve por cumprir sua missão. O verdadeiro Wayne não apareceu, mas sua cópia serviu bem o propósito da Corte – que ainda não foi revelado. Só que o Clone se apegou a Selina, e ele tentou alertá-la sobre a situação e salvá-la. Mas logo ao descobrir que não se tratava do verdadeiro Bruce, a garota cometeu o deslize de desprezá-lo e dizer quer iria falar para Alfred todo o ocorrido, pois ela quer saber aonde está o verdadeiro Bruce. Só que o clone, em um ataque de ira, acabou derrubando-a da janela, em uma clara referência ao filme Batman – O Retorno (1992) de Tim Burton.

[spacer height=”20px”]

Imagem: Captura de Tela/Reprodução (2)

[spacer height=”20px”]

A cena foi idêntica, e está claro que Selina sofreu uma “morte”, e renascerá como a Mulher-Gato. Sua transformação, sem dúvidas irá acontecer e eu fiquei bem empolgado para ver isso. Eles possuem um tremendo potencial para explorar a história de Selina nas ruas na quarta temporada, e eu não poderia estar mais animado.

Estamos na reta final e Gotham, aleluia, recuperou seu fôlego. Por episódios como este, ainda vale continuar assistindo a série. Ele conseguiu acrescentar à todas as histórias e progredir na trama mais atraente da temporada. Alguém animado para o próximo?

[spacer height=”20px”]

 

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.