Gotham – 3×19 – All Will Be Judged

Imagem: FOX/Divulgação

Depois de uma sequência espetacular, Gotham nos apresentou um episódio mediano. Mas é aquilo, nem sempre será ótimo. Pelo menos estamos tendo uma sequência que não tínhamos há um tempo e disso não podemos reclamar!

Em “All Will Be Judged“, a trama me pareceu um tanto superficial. Ainda não consigo acreditar na ingenuidade de Kathryn ao colocar Jim dentro da Corte das Corujas e querer “cobrar” pela sua traição. Foi uma história meio fraca. Achei que a entrada de Jim na Corte tinha um propósito maior e aparentemente, ficou por isso mesmo.

A líder da Corte, até então, colocou o Carrasco para perseguir Gordon e “julgá-lo”. E gente, como esse personagem é escroto não acham? Michael Chiklis estava visivelmente desconfortável naquela roupa de couro horrorosa, e com certeza ele deveria estar pensando “Ah, que saudades do meu tempo de The Shield“, enquanto gravava aquelas cenas. Vergonhoso, no mínimo. Esse personagem é um dos piores que já surgiu na série e espero que nunca percam o tempo focando nele.

Continua após a publicidade

Na verdade, creio que sua inserção neste episódio tenha mais ligação com a questão do vírus da Alice, uma vez que ele voltou a ser pauta entre os personagens. Até porque o vírus é a base da arma que a Corte usará contra Gotham City. Além disso, o episódio talvez tenha cometido o maior dos pecados – colocar Lee para injetar o vírus em si mesmo. Gente, que desperdício! Uma personagem tão maravilhosa, reduzida a isso. É realmente uma pena. Será que vão encontrar algum tipo de cura? No fundo, meu coração shipper ainda tem uma leve esperança para que o OTP dê certo.

Sobre o Pinguim e o Charada, aconteceu o que eu previ nas resenhas passadas: eles se uniram para escapar da Corte. Foi até engraçado a situação e a cordialidade entre eles, estabelecendo regras para eles tentarem matar um ao outro, posteriormente. Uma trama bem aleatória e desconexa com todo este plot final da temporada, mas acho necessário ter histórias assim – desde que seja relevante, o que é o caso desta.

Sobre Bruce e sua reclusão, as coisas começam a ficar claras. Em meio a descoberta de que o garoto que estava na mansão era o Clone, descobrimos que na verdade a Corte queria retirar o medo que conduz Bruce – advindo da morte de seus pais – para que eles pudessem destruir Gotham City. Eles sabem da força que seu nome carrega e preveem um legado grandioso para ele, assim como o de Thomas. O medo e o remorso da morte de seus pais é o que conduz pelo seu caminho – que o fará se tornar o Batman, e isso foi retirado do garoto. Bruce e sua influência parecia ser a única coisa que poderia atrapalhar os planos de destruição da cidade, na visão da Corte, e agora isso foi solucionado.

É interessante como a trama de Gotham vem se desenhando. Nesta altura, Kathryn revelou que ela não é a cabeça da organização, então estariam eles envolvidos com Ra’s Al Ghul e a Liga dos Assassinos de alguma forma? E quem é, de fato, este homem que está manipulando Bruce?

Faltando apenas um episódio para a finale dupla, tudo pode acontecer.

 

Tags Gotham
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours