Gotham – 4×04 – The Demon’s Head

Imagem: FOX/Divulgação

Após três episódios maravilhosos… Gotham deu uma esfriada (e olha que nem foi pelo Mr. Freeze)!

Já estava esperando que isso fosse acontecer, mas a boa notícia é que não foi uma “esfriada” grava. Apenas o normal para uma série com muitos episódios. Penso que se Gotham tivesse 13 episódios por temporada funcionaria de uma forma muito melhor. Entretanto, essas barrigas para preencherem os 22 episódios anuais acabam resultando em episódios com este – que não acrescentam em nada.

Literalmente, nada de relevante aconteceu para a história, visto que ao final deste episódio nos encontramos na mesma estaca em que começamos. Após Bruce adquirir a faca milenar de Ra’s Al Ghul, o rapaz foi levar até um arqueólogo, em um plot completamente sem sentido. O garoto já sabia tudo do artefato e o pior: sabia que Ra’s estava atrás dela. Foi então que ele cometeu o deslize de deixar o instrumento com o pesquisador apenas para vê-lo ser morto a sangue frio pelo vilão. Não satisfeito, Bruce ainda causou a morte do neto do arqueólogo que “pagou o pato” por um erro de Bruce. Achei uma história estúpida e, como disse, sem sentido. Bruce estava demonstrando tanta astúcia… Demorou ele fazer m#[email protected].

Continua após a publicidade

Agora, não só ele vai carregar culpa, como também alimentou uma sede de vingança contra Ra’s. Mas espera, essa sede já existia, não é mesmo? Então, mais uma vez, qual a necessidade desta história? Outra coisa: o vilão termina sendo preso em Blackgate. Espero que no próximo episódio o propósito dessa “permissão” seja explorado, uma vez que Ra’s poderia facilmente ter escapado de Jim, da GCPD e de Bruce.

Outro plot que “andou, mas não andou” foi o de Oswald. Tivemos uma interação dele com a filha de Falcone, que eu pensei ter algum propósito. Mas até agora, também não foi explorado. A moça deixou transparecer que chegou em Gotham City na inocência e não quer se envolver com os problemas da máfia. Entretanto, achei tudo muita coincidência: os ex-chefões indo até ela, Pinguim chegando na hora e os matando… Sei não, mas não me surpreenderia se mais pra frente fosse revelado que Sofia quer mesmo é virar a nova chefe do pedaço – e não apenas recuperar Gotham City do Pinguim e entregá-la para Jim. Anotem isso!

Já a trama de Oswald com o Charada continuou na mesma. Ed fez umas charadas bem “burras” para o Pinguim, deixando-os ambos irritados. Mas agora, Nygma sabe que não é o mesmo e o Pinguim quer tirar vantagem disso. Ao invés de congelá-lo novamente, ele apenas vai deixá-lo viver amargamente no seu mundo “sem cérebro”. Quanto tempo será que Ed vai demorar para voltar “ao normal” e ameaçar nosso mafioso favorito? Porque a gente ama essa disputa entre os dois…

Como disse, foi um episódio sem muita ação, sem muito andamento. Mas este primeiro deslize está perdoado, uma vez que os três primeiros episódios foram bem interessantes e o suficiente para deixar minha curiosidade e o meu contentamento com a temporada lá em cima.

Manda o próximo episódio… mas que seja relevante!

Tags Gotham
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours