Gotham e a inspiração em Batman: Ano Um

Batman-Ano-Um-Panini-2011Os quadrinhos estão em alta e a TV obviamente não poderia ficar de fora dessa onda da cultura pop. Pensando nisso, a FOX resolveu utilizar um dos maiores heróis do mundo para contar uma história já conhecida, mas de maneira não tão convencional e talvez inovadora. Gotham, série que estreou em 2014, se propunha a contar o passado do homem morcego de uma outra ótica: a da chegada do Comissário James Gordon em Gotham City e do nascimento dos clássicos vilões, mostrando-os quando ele ainda eram simplesmente comuns.

Desenvolvida por Bruno Heller (Roma), a série teve a aceitação de uns e a crítica de outros. Entretanto, utiliza de um infinito material em papel que são as infinitas histórias de Batman, escritas desde 1939, quando o mestre Bob Kane o criou. E se existe uma história que faz questão de estar fortemente presente na série, esta é Batman: Ano Um.

A HQ originalmente publicada em 1987 e escrita por Frank Miller se propõe a contar do primeiro ano de James Gordon e de Batman em Gotham City. Publicada em quatro edições, a história foi um verdadeiro sucesso, numa época em que os personagens da DC Comics passavam por algumas transformações devido a Crise das Infinitas Terras.

Continua após a publicidade

No texto de Miller, Gordon chega à Gotham City egresso de Chicago, e encontra uma polícia corrupta, que o faz despertar uma vontade de mudar as coisas para melhor. Na mesma época, o jovem Bruce Wayne retorna de um tempo na Europa e na Ásia, onde aperfeiçoou suas habilidades e conhecimentos necessários para combater o crime.

Obviamente, Gotham apresentou uma série de modificações, principalmente por focar-se no período da infância de Bruce. Mas, essencialmente, o Gordon que vemos na série é uma clara inspiração no personagem imaginado por Miller. Inclusive, alguns conflitos diretos com o Comissário Loeb são idênticos. Em Batman: Ano Um também nos deparamos com as consequências que Jim enfrenta ao não aceitar participar dos esquemas sujos da Polícia de Gotham City, tema bastante presenta na série.

batman-year-one-404-407-frank-miller_140536442367No próprio piloto, a fidelidade já se expressa ao nos depararmos com o assassinato dos Wayne retratado de forma extremamente igual aos flashs de Batman: Ano Um, conquistando os leitores mais assíduos logo de cara.

É interessante ver que, alguns aspectos mostrados por Miller para o jovem Bruce Wayne são aderidos por Gordon na série, como o fato da proximidade ao jovem promotor Harvey Dent (que depois se torna o Duas-Caras) e a forma como conquista os policiais honestos da cidade, aspecto este que pertence ao Batman nas HQs.

Outros personagens como Selina Kyle também estão presentes em ambas as obras, e talvez em Gotham, temos uma fidelidade bem maior ao nos deparamos com a garota que cresceu nas ruas da violenta cidade, e não se amedronta frente aos perigos que encontra, se entrelaçando com Bruce Wayne desde cedo – apesar de o fato deles serem amigos na infância ser uma inovação da série. Em Ano Um é também explorado o fato de que Selina se torna uma prostituta, e confecciona um uniforme quando finalmente resolve tornar-se uma criminosa.

 

selina-kyle-in-batman-year-one

 

Falcone também está presente na obra, e inspira bastante dos problemas que Gordon encontra na série de TV, principalmente ao tratar da família de mafiosos que domina cidade.

Batman: Ano Um é leitura obrigatória para os fãs do herói e uma excelente indicação para quem se viu envolvido com o universo apresentado por Gotham. Sem dúvidas, várias características serão reconhecidas por lá. E o melhor: já existe a publicação encadernada aqui no Brasil, portanto, trate logo de adquiri-la e boa leitura.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

No comments

Add yours