Grey’s Anatomy – 13×15 – Civil War

Imagem: Arquivo Pessoal

Tenho uma confissão para fazer: tive que rever esse episódio de Grey’s Anatomy umas três vezes para tentar entender o propósito dele e ainda continuo sem entender. Foi um episódio bastante morno, daqueles que pouco acrescenta em nada o desenrolar das histórias propostas nesta temporada. Eu que já estou achando muito chato todo este plot envolvendo o Richard com a Eliza, não consegui curtir o desenrolar disso tudo.

Parece que Richard cedeu e levou Mer, Maggie e Arizona com ele no quesito levantar a bandeira branca, o que não agradou nenhum pouco o Jackson. O bonitão e praticamente o sócio majoritário do hospital é o único que vai travar a briga pelo retorno do Richard como mentor dos internos e, pelo que pude ver, existe algo mais do que somente defender o que é certo. Jackson está disposto a brigar com a mãe e assumir o posto de líder do hospital, tudo em prol do Richard. O problema é que existe algo mais entre os dois e acredito que Jackson conhece algo obscuro do passado entre ele e sua mãe.

Continua após a publicidade

Sei lá, pode ser cisma minha, mas algo me diz que a mamãe Avery já aprontou e muito com ele e com mais alguém no passado. A única coisa que eu gostei foi o fato dele ter a enfrentado e colocado umas verdades na cabeça da April. Sim, a ruivinha está sendo manipulada pela mamãe Avery, isso não é nenhuma mentira. Porém, ela não é a única a cair nas teias da falsiane número um do momento: temos a Bailey e os internos. Vamos esperar no que resultará essa guerra entre o Jackson e sua mãe.

Já deu para ter uma prévia de que coisa boa não virá, a julgar pela cirurgia entre eles, na qual resultou na intervenção de Ben. Richard abandonou a esposa e decidiu morar no hospital e parece que mamãe Avery está muito ferrada, justamente agora que ela pensava que poderia sambar pelo hospital e desfilar muitos venenos.

Este não foi o único plot do episódio. Tivemos cenas entre Amelia e Owen que, por mais que exista química e os dois se amem, me revoltou muito. Sério, o que está acontecendo na cabeça da Shonda Rhimes? Primeiro, ela une os dois num casamento inesperado; depois, traz a tona a possibilidade deles serem pais; e agora sou obrigada a assistir os dois sofrerem porque Amelia não sabe o que quer da vida, apenas que ama o Owen mais tem medo de algo. Totalmente desnecessário.

Só não mais desnecessário do que o retorno das paqueras de Mer e Riggs. O rapaz não é nenhum príncipe encantado e suas atitudes são estranhas e ele pode até estar apaixonado pela Meredith, mas não consigo engolir o que está acontecendo entre eles. Eu até achei que ele poderia ajudar a Mer a seguir em frente, mas ultimamente não entendo o que ele está fazendo no seriado. A maior prova disso tudo ficou neste episódio, onde fui obrigada a assistir uma briguinha boba entre ele e Karev em prol do paciente e a sua declaração para a protagonista mais sofredora dos últimos tempos. Passo…

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours