Grey’s Anatomy – 13×16 – Who Is He (And What Is He To You)?

Imagem: Arquivo Pessoal

Cinquenta tons de Japril. Sim, este episódio podia muito bem ser chamado assim, afinal, vimos muitas coisas sobre o casal mais bipolar do seriado: Japril. Muitos fãs não aguentam esse vai e vem entre Jackson e April, e eu confesso que muitas vezes me senti uma palhaça por gostar e torcer pelos dois. Não é algo que muitos fãs entenderiam, mas, desde que MerDer se foi, tive que me agarrar a um casal e vi em Japril essa oportunidade. O problema é que Shondanás adora trolar a gente e fui obrigada a me aventurar nessa montanha russa chamada Japril.

Eu não estava nenhum pouco ansiosa em ver este episódio focado nos dois e já estava esperando uma enrolação sem fim, só não esperava ter gostado tanto do desenrolar da história como gostei. Talvez seja o fato de Grey’s Anatomy estar saturada com aquela briguinha chata entre Team RichardTeam Bailey/Eliza, mas eu adorei fugir um pouco daquele plot zzzZZZ, e conhecer um pouco sobre o passado e legado de Jackson foi bastante gratificante. É claro que conhecer o Hospital Avery foi um ótimo acerto, como saber que o pai de Jackson está vivo e é dono de um bar.

Continua após a publicidade

Quem poderia imaginar que o grande Dr. Avery iria abandonar tudo e seria feliz em cuidar de um bar? Pois bem, isso foi um choque não só para o Jackson e April, como para mim também. As cenas do Jackson com o seu pai foram lindas e bastante emocionantes. Eu me senti no lugar do rapaz e tive pena dele. Não deve ter sido fácil ter crescido num berço de ouro e saber que seu pai nunca quis saber dele, mas deve ter sido pior encontrá-lo, ele não reconhecê-lo, o tratar como qualquer pessoa, pouco querendo saber sobre o filho que um dia o abandonou, e falando que estava feliz pelas escolhas que fez.

Por mais que o episódio não tenha sido só sobre a estranha família de Jackson, tivemos um episódio com um caso complicado, eu gostei de toda a história. É claro que a montanha russa entre Jackson e April está longe de terminar e não acredito que os dois vão viver felizes para sempre depois de terem dormindo juntos, mas algo me diz que teremos novas esperanças. Num ano complicado para Grey’s Anatomy, foi bom conhecer um pouco mais sobre Jackson e conhecê-lo melhor. Ele ainda precisa amadurecer um pouco e o fato de colocarem poucos plots interessantes para ele atrapalha muito, mas acredito que este episódio pode me deixar um pouco mais esperançosa, afinal, não é toda hora que sabemos que Jackson tem um jatinho particular à sua total disposição.

PS: Só eu ri com as caras e caretas que a April fez toda vez que era chamada de Dra. Grey?

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours