Grey’s Anatomy – 13×21 – Don’t Stop Me Now

Imagem: Arquivo Pessoal

Continua após as recomendações

Senhor das causas impossíveis! Está difícil tentar entender o que rola nesta temporada de Grey’s Anatomy. Primeiro, sou obrigada a ver uma guerra entre Richard e Bailey; depois tive que tentar engolir a mudança de comportamento da Amélia; e agora isso: Maggie agindo como uma criança mimada ao descobrir que sua irmã está saindo com Riggs. Ninguém merece!!! Parece que estou presa num carrossel em alta velocidade e não posso sair porque meu vício por Grey’s Anatomy é maior do que qualquer coisa. Estou precisando de um psicólogo para poder entender o que se passa nesta mediana temporada.

Continua após a publicidade

Se não fosse meu amor pelo seriado, já teria largado tudo e mandado Shondanás pros quintos dos infernos. Nem parece aquele drama médico com um gostinho de aniquilar qualquer um que ganhe a simpatia dos fãs. Está mais parecendo um filme de horror classe B ou inferior. Mas não vou me alongar aqui nos xingamentos desta terrível temporada. Direto ao ponto, o episódio desta semana foi tão zzzzZZZZZZ que me vi em alguns momentos quase cochilando. Tudo bem que os dois casos médicos foram o ponto do alto do episódio, mas nada que me deixasse com o coração na mão como no episódio anterior.

Eu senti a dor da Amelia, mas não consegui comprar essa aproximação dela com Owen. Para mim, parece que Shonda continua fazendo mais vítimas e não tem dó nenhuma em destruir qualquer personagem. Para quê dar esperanças de um retorno se sabemos muito bem que Amelia está irredutível quanto a sua decisão de ter filhos? É pura maldade, no mínimo. Em contra partida, não tive como não chorar com a morte da personagem que arrancou os melhor momentos no episódio.

Quanto ao lenga lenga que estão fazendo com Richard nessa temporada, já deu o que tinha que dar. Richard será o melhor Chief que o hospital já teve e não adianta arrumarem desculpas que tudo precisa se modernizar. Não tenho nada contra a Dra. Eliza, mas a briga que Bailey causou foi totalmente desnecessária e a mamãe Avery estava manipulando todos este tempo todo. Ou vocês caíram nessa conversa fiada de que tudo era em prol do hospital? Posso até perdoar Bailey por que querer reaproximar Richard da sua esposa, mas não consigo engolir tudo o que ela fez em seu mentor. Talvez até a próxima temporada em consiga.

Agora vamos falar sobre a infantilidade da Maggie. Sério que ela descontou tudo na Mer? Se eu fosse a Meredith dava uma boa surra na irmã para ela parar de agir como criança mimada. Eu não sou a maior fã de Mer com Riggs, mas tenho que concordar que ela merece ser feliz e Riggs parece ser esta pessoa que estará disposta a ajudar Mer a seguir em frente. O fato dele querer assumir tudo e estar disposto a sair como vilão só demonstra o quanto ele se importa com ela. Meredith é adulta, mãe de três lindos filhos, dona do hospital e já sobreviveu a tantas coisas que custou eu entender o surto dela no início do episódio em como contar para a irmã que estava saindo com Riggs. Agora é só aguardarmos para saber como a relação das irmãs vai acabar.

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Paola Rezner 1 maio, 2017 at 19:49 Responder

    Gostei de Amélia, Arizona e Alex trabalhando juntos no caso médico foi emocionante

    Uma observação Maggie pode estar sendo infântil mais o que Meredith fez foi pior mentir para sua irmã e não sendo o está

    E mais uma coisa meredith não é dona do hospital sozinha Arizona e Catherine avery que tem a parte do hospital são dona também assim como o Jackson

    No meu ver o episódio faltou Ariliza, Arizona e Eliza e japril,chega so de Merthan casal chato e sem química alguma

Post a new comment