Grey’s Anatomy – 13×24 – Ring of Fire [SEASON FINALE]

Imagem: Twitter Oficial Grey’s Anatomy/Reprodução

Nobody wakes up thinking, ‘My world Will explode today. My world Will change.’ Nobody thinks that.” (Meredith Grey)

Tenho que iniciar esta review com esta brilhante citação de Meredith Grey, citação esta que encerrou com chave de ouro a décima terceira temporada. É notório o quanto esta temporada foi bastante mediana, mas em seus últimos episódios conseguiu compensar quase todas as suas falhas. Ainda é cedo para dizer como Grey’s Anatomy voltará para a próxima temporada, mas podemos dizer que os dramas ainda acompanharão nossos adorados médicos. Há muita coisa para ser explorada, como o retorno da irmã de Owen e a relação de Meredith com o Riggs. Parece mesmo que minha adorada sofredora heroína adora se envolver com homens casados e só espero que não criem um plot zoado para ela na próxima temporada.

Eu sempre fui apaixonada pelo Derek e acho que vai ser difícil encontrar alguém que seja tão perfeito para Mer como ele foi, mas confesso que fiquei com o coração partido quando vi Riggs a abraçando e se sentindo mal por sua esposa estar viva. Senti aquela dorzinha no peito pois estava confiante que Meredith Grey poderia ser feliz novamente e pudesse iniciar uma nova vida ao lado de alguém que sabia o que era perder o grande amor de sua vida. Porém, não posso negar o quanto fiquei orgulhosa dela por se mostrar uma pessoa altruísta e tão companheira. A atitude da Meredith ao contar tudo para o Nathan e o encorajar a ser feliz só mostra o quanto essa mulher é um furacão em Seattle. Uma verdadeira heroína para todos nós.

O meu maior receio é quererem repetir a história MerDer/Addison. Se isso acontecer, vai ser a maior decepção. Falando em decepção, o que foi aquilo de quererem juntar Maggie com o Jackson? SENHOR!!! Não sei se eu vomito ou se faço macumba para que os dois nunca virem um casal. Desculpa quem curtiu, mas não dá para engolir a Maggie namorando o Jackson. E isso não tem nada relacionado ao meu lado Japril, mas sim quanto a falta de química do casal e noção por parte dos roteiristas. É como se eu tivesse tendo um déjà vu das primeiras temporadas (leia-se George e Izzie). Podemos pular isso?

Imagem: ABC/Divulgação

Para quem esperava uma season finale repleta de mortes e terror, deve ter se decepcionado com o que aconteceu neste episódio. Mas talvez seja isso o que me conquistou: a falta de previsibilidade. Sim, eu já estava esperando encontrar Stephanie morta de uma forma trágica e fiquei perplexa quando vi como a personagem encerraria seu ciclo no seriado. Foi uma maneira linda de homenagear a melhor residente do momento, transformando-a em heroína e saindo viva do incêndio. Stephanie Edwards cresceu muito nesses últimos anos e teve um final digno para a sua personagem. Ela mostrou o verdadeiro significado de ser uma aluna de Richard Webber e a sua demissão foi uma das cenas mais lindas e emocionantes no seriado.

Stephanie não só fez de tudo para salvar a vida daquela menina, como mostrou o verdadeiro significado de ser médica. Ela fez o impossível e mesmo machucada, não saiu um minuto do lado da garota e sua coragem provou o quão valiosa ela é. Uma pena que a melhor residente do hospital tenha ido embora, mas eu sei que sua trajetória foi mágica e marcante. O que me surpreendeu, também neste episódio, foi o quanto Ben conseguiu se redimir ao mostrar que ainda existem esperanças para o marido da Bailey no seriado. A forma como ele e Jackson fizeram o impossível para encontrar Stephanie foi glorificante e digna de aplausos.

Diante de um grave incêndio, parece que Bailey acordou para a vida e viu o quanto estava errada em deixar Richard no escanteio. A forma como ela o defendeu perante a Dra. Eliza, fazendo aquele discurso de rainha da bateria foi excepcional. A Dra. Eliza pode até ser uma ótima médica, mas ela jamais será um Richard Webber porque não sabe ensinar com o coração. Médico não é um robô, mas sim uma pessoa que tem sentimentos e são estes sentimentos que diferenciam os ensinamento dela com o do Richard. Não vou dizer que não festejei a sua demissão, até porque seria uma mentira, mas também fiquei apreensiva com o que poderá acontecer com a Arizona. Parece que a “lourinha perneta” não tem sorte no amor!

Agora é só aguentarmos a ansiedade para sabermos como Owen e Riggs retornarão as suas vidas com o retorno da Megan Hunt, embora eu tenha um pressentimento de que essa mulher causará muitos problemas para os personagens de Grey’s Anatomy. Alguém duvida disso? A única coisa certa é que esse retorno fez com que Amelia e Owen se reaproximassem e Amelia mostrou um pouco daquela Amelia Shepherd de Private Practice.

Nos vemos na próxima temporada!

Se você quiser assistir às suas séries favoritas em seu smartphone, tablet, computador ou TV sem anúncios e com boa qualidade, recomendo experimentar o conversor de vídeo do Freemake. O programa pode converter seus filmes para qualquer formato multimídia para o seu dispositivo, preservando a qualidade do vídeo original, basta clicar aqui. Prepare seus filmes para visualização em qualquer dispositivo com rapidez e facilidade.

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Paola Rezner 21 maio, 2017 at 18:07 Responder

    Todo mundo sabe que a demissão da Eliza foi injústa,e ela vai voltar para a temporada 14 sim,Eliza pode ter sido demitida,mais seu relacionamento com Arizona não terminou

    E outra se o webber não tivesse dado a steffanni volta antecipadamente isto não teria acontecido , ridiculo está demissão injústa da eliza que estava so fazendo seu trabalho

    Pelo menos steffanni sobreviveu,e o casal chato omelia se aproximou

    Japril já era também

Post a new comment