Grimm – 4×18 – Mishipeshu

juliette capa

Imagem: Arquivo Pessoal/Camila Fonseca

 

No episódio da semana passada vocês vão ter que concordar comigo porque levamos cada susto. Esperávamos um episódio mais calmo, mas pelo contrário o wesen foi algo.

Na primeira cena já vemos a Rosalee e o Monroe tentando ajudar o Nick a superar a separação dele da Juliette, só que a gente sabe que no fundo ele não consegue esquecer ela porque ele ama muito ela. Tirando a parte melosa, o que foi aquilo que aconteceu com a Juliette no bar? Para começar eu nem entendi o que ela foi fazer lá porque realmente isso não é muito dela fazer isso. Ela foi lá provocou um cara e depois mostrou que ela não estava para brincadeira, se transformou em Hexenbiest e jogou o homem longe. Fiquei chocada porque parecia que ela estava possuída por um ser do mal, e realmente. Óbvio que ela tinha que ser presa, depois desse vexame. O Nick todo bobo foi lá consolar ela, mas o mais legal é que ele deu um gelo nela e não pagou a fiança pra ela sair da cadeia, bem feito.

Continua após a publicidade

Falando em cadeia, vamos falar sobre o caso do episódio que envolveu um zelador assassinado, e foi nessa parte que eu levei um sustoo e fiquei me perguntando: “que diabos de wesen era esse e porque ele matou esse cara?”. De primeiro momento achei que fosse a diretora do colégio porque estavam focando muito nela, mas não era. Ela deu uma pista de quem poderia ter sido um ex-aluno chamado Simon que teve seu pai morto por espancamento, teve um trauma e entrou para uma tribo. Já comecei a achar estranho isso, mas tudo bem. Dessa vez o Wu ficou mais resguardado e deixou para o Nick, o Hank e mais uma sheriff que se meteu no caso, pois ela conhecia a tribo.

hank texto

Arquivo Pessoal/Camila Fonseca

Bem no fim eles tiveram que tomar uma “poção” para entrar na mente do tal Simon. Quem deu o azar dessa vez foi o Hank porque ele baixou no corpo o próprio Simon. E o que eu achei muito estranho e falta de criatividade desse episódio é que o wesen se tratava de uma lenda/ espírito de um animal que parecia um tigre chamado Mishipeshu (ta ai o porquê do nome do episódio) que se vingava de pessoas que fizeram mal. Esse “espírito” entrava dentro da pessoa que sofreu, que no caso foi o Simon e loucamente depois foi o Hank. Essa confusão toda gerou até uma briga de soco entre o Hank e o Nick, mas vamos dar um desconto para o nosso detetive porque ele estava “possuído”.

Rapidamente o episódio mostrou Sean Renard numa cena muito bizarra, onde ele está em uma fila e ataca um cara pegando sua carteira com dinheiro, mas nem sabe por que tipo bem louco. E fora que a Rosalee e o Monroe estão quase descobrindo a cura para Juliette, mas eles mal perdem por esperar porque ela gostou do poder de ser uma Hexenbiest.

E no final temos a parte mais engraçada e triste do episódio. Os homens que espancaram o pai do Simon tinham morrido só tinha restado um, e quem baixou o espírito para matar o último? Ela mesma, a sheriff, que não tinha nada a vê com o espírito, mas ela também tomou aquela poção, daí pediu para matar. E esse foi o episódio bizarro, que pra mim foi enrolação de linguiça. Mas espero que o episódio dessa semana seja mais quente porque teremos algumas revelações para o nosso querido Grimm.

Tags Grimm
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours