Grimm – 6×01 – Fugitive

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

 

E aí, galera! Finalmente Grimm e está de volta e, como todos sabemos, para sua última temporada. Até agora, a série tem feito um bom trabalho. Assisto desde a estreia e sempre gostei bastante das histórias, dos plots e dos personagens. É claro, como em qualquer roteiro, a série se perdeu um pouco em alguns momentos, mas sempre conseguiu se restabelecer e deixar a gente, em muitos momentos, com a pulga atrás da orelha. O último episódio da quinta temporada deixou uma excelente abertura para o que vinha pela frente e para a conclusão da série e agora vamos comentar os acontecimentos.

A estreia da sexta temporada foi bastante interessante. Confesso que esperei um pouco mais, mas gostei do rumo da história e das consequências que isso trará para cada personagem. Como eu já previa e imaginava, Renard se transformou no grande vilão da série e sua função, até o fim, será ser a pedra no sapato do Nick, que deve passar alguns perrengues de agora em diante.

Continua após a publicidade

Confesso que nunca gostei do Capitão. Ele nunca me passou confiança e, convenhamos, ele sempre teve um pé na maldade. Mas eu não desgostei de terem vilanizado Renard, pelo contrário, achei um caminho corajoso, principalmente levando em consideração que muita gente gostava dele.

Eu já estava com raiva dele desde a temporada passada, mas neste episódio peguei um ar gigantesco. Que cara covarde, falso, medroso. O episódio foi intitulado como “fugitivo” e claro que ligamos isso ao Nick, que agora terá que se esconder até provar que não teve nada a ver com a história. Mas na real, o verdadeiro fugitivo é Renard, que matou Bonapart e agora está morrendo de medo das consequências e sabe que a Garra Negra não deixará isso barato. Será, literalmente, uma perseguição no estilo gato e rato. A questão é que Nick nunca esteve sozinho e não é agora que vai ficar. A turminha do Grimm está sempre disposta a ajudar como pode e tenho certeza que nenhum deles deixará o amigo na mão. Sem contar que Hank e Wu possuem inúmeras vantagens estando dentro na delegacia, mas isso pode, facilmente, se voltar contra eles, se não forem espertos. No entanto, o que conta muito é o fato de que eles também sabem sobre Renard e podem usar isso para estarem sempre à um passo a frente.

Outro ponto muito importante da temporada será a conclusão do recentemente formado triângulo amoroso entre Adalind, Nick e Eve ou Juliette ou Evette, agora que ela continua sendo aquele robô, mas está tendo lapsos da Juju que nós conhecíamos. O pauzinho milagroso e curador com certeza causou efeitos na Evette muito maiores do que podemos imaginar e eu acredito que aos poucos ela deixará de ser Hexenbiest ou pode ser que até continue sendo, mas vai ser uma Wesen mais contida e a personalidade da Juliette voltará. E aí que mora o problema: Nick – hoje – ama Adalind, mas será que ele já esqueceu totalmente a Juju, que ele ia se casar? É verdade que agora tem o bebê envolvido e isso gera sentimentos muito diferentes, mas eu tenho para mim que tudo isso acabará com Nick e Juju juntos e Adalind como uma grande amiga. Mas é claro, posso estar redondamente enganada.

Outro ponto chave e que me leva ao fim desta review é Diana. Eu acredito que essa menininha encapetada terá um papel fundamental nesta temporada. A garota já mostrou a que veio e que não é flor que se cheire e que mata mesmo, sem dó, principalmente quando alguém quer entrar no caminho de seus pais. Eu acredito que Diana será a principal aliada de Renard nesta caminhada, porque ela não nega de quem é filha. Ela é muito poderosa e ele, com certeza, saberá usar isso a seu favor.

Grimm deu início a última temporada com um episódio bastante introdutório sobre o que vem pela frente, mas que sem a menor dúvida deixou a gente extremamente curioso para saber como tudo vai se encerrar. Tenho para mim que serão ótimos treze episódios e que teremos um fechamento bastante satisfatório, sem pontas soltas.

Observações:

  • Eu ri quando Monroe perguntou se o Nick era um fantasma. Melhor pessoa!
  • Estou ansiosa para ver o nascimento da bebê Wesen, mas sei que vai ser só lá para o fim da temporada.
  • Eu sempre shippei Juju e Nick, mas Adalind foi conquistando meu coração aos poucos. Já não sei mais quem eu quero!

Por hoje ficamos por aqui, nos vemos na semana que vem. Beijos, até lá!

 

Tags Grimm
Avatar

1 comment

Add yours
  1. Lucas Franco
    Lucas Franco 11 janeiro, 2017 at 00:08 Responder

    Juliette pode ter sido o grande amor da vida de Nick, mas Adalind ganhou seu espaço. A personagem cresceu muito e queria ver ela mais independente nesta temporada final. Nick está realmente encrencado, e sua briga contra a GN leva a muitos mistérios. Adorei o texto Jeh, parabéns 😀

Post a new comment