Grimm – Recap da 5ª Temporada

grimm season 5[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Olá, pessoal! Meu nome é Jessica, mas pode me chamar de Jeh. Talvez muitos ainda não me conheçam, já que estou estreando hoje nas reviews aqui no Mix. Entrei para a equipe do site e a temporada de Grimm já estava quase no fim, então, resolvemos esperar acabar tudo e fazer um recap do que aconteceu no decorrer destes 21 episódios. Parece muito, mas a temporada manteve uma constante boa dos acontecimentos e a história foi desenvolvendo gradativamente, de forma que pudemos entender e nos familiarizar com todos os pontos do roteiro. Dito isto, vamos ao que interessa.

Continua após a publicidade

Confesso que o início da 5ª temporada não me agradou muito e demorei para me envolver com tudo o que estava acontecendo. O cliffhanger da 4ª temporada deixou todo mundo de cara e ansioso pelo que estava por vir. Sem a menor dúvida, minha maior curiosidade era saber o rumo que dariam para Juliette. Tentei ao máximo ficar longe de spoilers durante o hiatos e também quando a série começou e consegui. Eu realmente não sabia que ela retornaria (principalmente porque, nos 10 primeiros episódios, ela não aparecia na abertura) e pensei que a atriz tinha saído da série. Ok, podem me chamar de ingênua, mas imaginem minha surpresa quando Juliette reapareceu. E pior ainda, como Eve.

Continua após publicidade

A temporada já acabou e eu ainda não sei direito como eu me sinto sobre essa robotização e essa mudança de personalidade que criaram para a personagem. Aqui é bom vocês saberem, eu sempre gostei da Juju e sempre shippei horrores ela e Nick e sempre torci para os dois ficarem juntos, então sim, custei um pouco para desapegar dessa ideia quando ela se tornou uma pessoa totalmente diferente. Eu custei para aceitar e principalmente para começar a gostar do novo plot que deram para ela. Não sei se aconteceu só comigo, mas essa história toda da Black Claw foi confusa demais de início, sem contar que me dava sono na maior parte do tempo. Mas, aos poucos, fui começando a entender e a gostar. Quer dizer, se me perguntarem francamente o que eu achei sobre a trama principal, posso falar com todas as letras que não dei a mínima na maior parte do tempo, mas me envolvi com casos particulares, que vou comentar agora.

adalind nick grimmAdalind foi uma grata surpresa pra mim nesta temporada. É claro que, pra quem gostava do casal Nick e Juju, como eu, pensou que jamais aceitaria a ideia de Adanick. O fato é, aceitei, gostei e comecei a torcer pelos dois e nem eu mesma sei como cheguei nesse ponto. Deve ser carência. Os dois tiveram uma química muito boa e o que eu mais gostei é que os roteiristas tiveram o cuidado de não forçarem muito a barra de início, imagino que para não assustar os viúvos de Juliette. Primeiro, Adalind e Nick começaram como amigos e duas pessoas que se uniram em prol do Baby Grimm e é claro que isso os aproximaria, apesar de no começo eu ter torcido para que eles ficassem apenas amigos. A questão é que, em algum momento, Nick teria que superar a perda da Juliette e seguir com a sua vida (mesmo sendo difícil vendo Eve diariamente). A questão é exatamente essa: Eve representava tudo aquilo que Juliette não era e tenho certeza que foi o ponta pé inicial para Nick se apaixonar por Adalind.

Continua após publicidade

E é claro que isso não daria certo, porque eu me apeguei ao casal e sempre que eu me apego à um casal ele não fica junto. Sofri quando os poderes de Adalind retornaram, porque imaginei que isso dificultaria um pouco as coisas, mas nunca pensei que viriam Renard e a Hexenbaby encher o saco da felicidade dos dois. Nem preciso falar que odeio Diana com todas as forças, né? Gente, alguém precisa chamar a Super Nanny para essa menina e ter uma conversa séria. Ninguém dá uma bronca dela? Ninguém ensina que matar pessoas não é legal? Sem contar que ela é muito invasiva e intrometida. A única coisa que gostei (e muito) foi o fato dela ter manipulado Renard para matar aquele cara que parecia a Múmia (e aqui vale um parênteses…eu raramente vou me lembrar dos nomes dos Wesen). Foi um final totalmente inesperado para mim e que deixou um ar de guerra no ar. Nick renasceu das cinzas e imagino que não vai deixar ninguém em paz agora.

Falando nisso, não posso deixar de comentar sobre o pauzinho milagroso. Pensei que ele não serviria mais para nada, mas fiquei esperando o momento em que apareceria para salvar o dia. Quando Eve sofreu o acidente com o vidro, minha mãe logo disse: Nick vai usar o pauzinho curador nela. Sim, minha mãe. Eu já estava me despedindo de Julieve para sempre, porque nem tinha pensado nessa hipótese. A questão é: não é que o bichinho funcionou? E sabem o que é ainda melhor? É obvio, pelo menos para mim, que Eve agora é Juliette, porque, sem a menor dúvida, ela deixou de ser uma Hexenbiest após essa experiência. E imagino que para a próxima temporada teremos o embate de Juliette e Adalind pelo amor do Nick. Será? Tenho para mim que a próxima temporada será a última e toda a história será decisiva. Eu aposto em um fim com Nick e Juliette. E vocês, algum palpite? Só posso garantir: deem o seu adeus à Eve, ela se foi nessa finale.

Calma gente, está acabando. Se já chegou até aqui, continue comigo. Este parágrafo precisei reservar somente para Wu, afinal, depois dessa temporada, ele merece. Wu é o personagem que mais cresceu na trama. No começo quase nem aparecia e ninguém dava muita mora para ele, mas nessa última temporada conseguiram aproveitar todo o potencial do ator e deram uma cara nova ao personagem. Eu, particularmente, me divertir demais com ele nesta temporada. Sempre com um ar sarcástico em meio ao caos, acredito que ele foi o alívio cômico da história. E é claro, eu não poderia ter ficado mais feliz por ele ter levado aquela arranhada do Licantropo, sem dúvida, foi o ponto chave da sua participação em Grimm. De todos ali, ele era o último que eu esperava que pudesse passar por isso e eu espero que explorem mais esse plot na próxima temporada. Wu ficou feio demais como Wesen e acabou sendo engraçado, como não poderia ser diferente. Pra mim foi o ponto alto da temporada, já que os roteiristas conseguiram lidar com isso de forma tranquila e sem alardes. Poderia ter sido uma tragédia, mas foi muito bacana de acompanhar.

O que me leva a falar dos casos da semana, que eu gostei muito. A criatividade estava a todo vapor nessa temporada, não posso negar. Alguns que mercaram foi o da máscara, o do creme rejuvenescedor, do Wesen que fazia o ritual com a espada, entre muitos outros. Eu, particularmente, até preferiria se Grimm tivesse continuado a ser uma série somente procedural, que é o que mais me envolve no roteiro, mas tudo bem, aceito a trama central, ainda que me chame pouco a atenção.

Para finalizar, não posso deixar de comentar sobre o meu casal preferido, que ficou um pouco apagado nessa temporada como casal, mas que não deixam de brilhar na série. Monroe é, de longe, o personagem que mais gosto em Grimm. Ele é divertido, engraçado, medroso e faz uma ótima parceria com Nick. Sempre gostei do bromance e ele tem ficado cada vez melhor. Monroe e Rosali formam aquele casal fofo, que dá vontade de convidar pra jantar na sua casa e ficar batendo papo por horas. Quando começou o episódio eu falei para minha mãe: “será que a Rosali não vai ficar grávida? Seria lindo um baby Wesen para brincar com o Baby Grimm” e voilá! Ela está gravida. Pausa para uma invasão de muito amor! Próxima temporada tem baby Bluetbad e eu já estou ansiosa para ver essa família feliz.

No geral, Grimm fez uma boa 5ª temporada. Com um começo meio lento e que demorou para pegar no tranco, mas que conseguiu desenvolver de forma inteligente o plot dos personagens, criou boas histórias, criou novas possibilidades e deixou muitas aberturas para a 6ª e, talvez, última temporada. Na próxima fall season teremos apenas 13 episódios e, se for mesmo para acabar, vamos cruzar os dedos e torcer para que eles encerrem a história de maneira satisfatória sem pontas soltas.

E nós, nos encontraremos aqui em meados de setembro e outubro, quando Grimm retornar de seu hiatos. Espero que tenham gostado e espero vê-los de volta em breve. Um beijo e deixem nos comentários suas impressões sobre a 5ª temporada de Grimm!