Gypsy – 1×06 – Vagabond Hotel

Imagem: Netflix/Reprodução

Só queria dizer que cada momento nesse episódio eu ficava mais tensa. Jean do céu, me ajuda a te ajudar linda. Gypsy achou seu tom e o andamento de seus personagens nesse episódio de forma perfeita, deu até dó quando chegou ao fim.

Em uma noite de fantasias com o Michael, nossa terapeuta se passa por quem? Isso mesmo, por uma música chamada Sidney! A cara de pau falou mais alto, com toda certeza! E como se não fosse o suficiente tudo o que ela anda fazendo, ainda chama a Sidney pra ir ao hotel. Foi bem feito o moço ter ido entregar a mala pra ela quando tava saindo.

Mas como a gente não sabe quem é a mais louca nessa história, Sid leva Diane a casa de Sam. Gente, quando ela percebeu que era a casa do Sam só faltou eu ter um infarto, meu deus, como que joga com a sorte assim? E ainda de quebra, achou uma arma. Sidney tava até querendo dar uma rapidinha na cama do ex, mas não rolou e Diane saiu correndo de lá, mas não sem antes dar de cara com a vizinha.

Continua após a publicidade

Claro que as coisas não estavam muito boas para Jean, então Larin não colaborou muito. A amiga sabe que era Jean naquele dia, mas não consegue fazê-la admitir. Para tentar fugir disso, a terapeuta leva Claire para uma aula de meditação, que é mais para ela do que para a paciente, mas como é que ela pretende encontrar paz depois de tudo que ela anda fazendo?

Mas foi preciso muita calma da parte dela para atender o Sam, o rapaz estava alterado, também pudera, Sidney roubou o cachorro dele. Jean, com muito jeitinho, o convence a deixar isso pra lá e não chamar a polícia, mas ele diz que pode matar a ex e é aí que eu abro um parênteses. Ele tem uma arma em casa, mas disse que nem saberia como matá-la, alguém mais achou essa história muito mal contada? Graças a Deus, nossa protagonista é uma mentirosa de marca maior e não esboça nenhuma reação ao ver o óculos, além de tudo, ainda convence seu paciente a manter o encontro com a Emily e dá aquele abraço de “eu entendo o que você está passando”.

Gostei de ver como Jean e Michael estão lidando com Dolly, a menina é um amor e precisa de espaço pra ser ela mesma. Parece que agora eles estão entendendo um pouco mais sobre isso. Quão fofa foi a cena dela correndo só de calção e boia pela casa? Falando em Michael, Alexis está jogando pesado com ele e até então ele resistiu, vamos ver é como as coisas vão se desenrolar nessa viagem, prevejo problemas.

Imagem: Netflix/Reprodução

Allison é quem parece ter muitos problemas. A garota está tentando ficar limpa, mas com um namorado desse é difícil. Tom é a personificação de relacionamento abusivo, ele a faz acreditar que a única pessoa que realmente está ali por ela, é ele. Jean fica ali pra dar apoio a sua paciente e para a felicidade de todos, Allison manda Tom embora, mas ele não vai sem antes ameaçar Jean. Não sei vocês, mas acho que quem vai acabar descobrindo essa farsa toda, será ele.

Até então, sabemos que ele a ameaçou, mas não que ele já havia agido. Quando ele mexe na mesa de Jean, ele coloca algo em seu iogurte e isso Ele a faz passar mal em seu encontro com Sidney. Não vou negar que fiquei muito nervosa quando ela começou a falar para Sid ligar para o Michael e falar a senha do seu celular, já pensaram na besteira que podia ter acontecido ali?? Essa mulher tá brincando com fogo.

Nota: Jean pisou bonito na Michelle na reunião.
Nota 2: Jean tem sido uma péssima amiga para Larin, quem descobre que o ex da amiga tem uma namorada nova e não conta? Acho que você está subestimando a importância da sinceridade, Jean.
Nota 3: Achei essa Emily uma fofa e de quebra, descobrimos que Sam arrasta uma asa pra cima de Jean, quão pior a história podia ficar?

Agora, estamos chegando na sexta-feira, viagem de Michael e encontro de Jean com Sidney. Será que é agora que o barraco vai começar? Espero vocês amanhã pra review do próximo episódio, até!

Tags Gypsy
Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

No comments

Add yours