HBO mudou o final de Sharp Objects? Autora explica decisão…

Imagem: Divulgação

Matéria com SPOILERS do final de Sharp Objects

Ontem (26) foi ao ar o último episódio de Sharp Objects e com ele tivemos a aguardada revelação de quem é o assassino da história.

Entretanto, os fãs mais atentos – que leram o livro da autora Gillian Flynn, notaram algumas pequenas diferenças no desfecho da história da série e do romance. Afinal, a autora mudou o final?

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Em suma, não. O final da série não foi alterado em relação ao livro. Na obra original, a assassina continua sendo a irmã de Camille. Entretanto, o livro “explica” mais o acontecimento, como por exemplo detalha que Amma teve ajuda das amigas patinadoras para matar as duas meninas. Na série, ainda temos uma “cena pós-crédito”, que mostra como Amma matou as garotas de forma bem rápida.

Já no livro, um julgamento é mencionado, assim como é mencionado o tempo de Amma na prisão – ela, inclusive, chega a raspar o cabelo. Mas a decisão de acabar a série, onde acabou, partiu da própria autora, que explicou.

Nós tentamos honrar a emoção que a leitura do livro passou, e naquele momento em que ela descobre o chão da casa de bonecas, nada muito de importante veio depois disso no livro para mim. Vimos que Camille teve um novo sistema de apoio, mas ainda é sobre a história de sua mãe [e da sua influência perigosa sobre Amma]”, destacou Flynn.

Continua após a publicidade

Foi algo complicado de balancear, porque o que parece correto no livro nem sempre pode funcionar na tela”, admitiu Flynn. “Você consegue explicar mais nos livros e se safar disso. Houve a preocupação de que ter Amma conversando demais com Camille fosse algo muito explicativo e exagerado”, acrescentou.

Assim, ela explicou que se alongar mais – após o a revelação da assassina – poderia tirar o brilho e a importância do mistério que rodeou por todos os episódios.

A autora ainda comentou que retratou um pouco diferente alguns personagens em tela como Richard e Allan, que tiveram mais função e importância na tela. No livro, por exemplo, Richard opta por não ter mais contato com Camille após o mesmo descobrir as cicatrizes da personagem.

E a série, vai ganhar nova temporada?

Anteriormente, Flynn disse que teria histórias para contar sobre as mulheres de Wind Gap, e que nada impediria dela criar – juntamente com a HBO, uma segunda temporada. Parece, inclusive, que isso chegou a ser mesmo cogitado. Mas na hora de por em prática, eles optaram por não seguir.

Nós poderíamos fazer uma nova temporada. Mas equipe, como um todo, foi bem firme em fazer disso uma série limitada, com apenas uma temporada“, destacou. “Só acho que, agora, seria impossível de fazer isso novamente, da mesma maneira“, finalizou.

 Leia mais: Sharp Objects apresentou grandes reviravoltas em seu final, confira

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

No comments

Add yours