HBO recusou a oferta de produzir série baseada em Senhor dos Anéis

Imagem: New Line Cinema

Continua após as recomendações

Quando a Amazon anunciou que tinha adquirido os direitos de adaptação da franquia de O Senhor dos Anéis para televisão, pareceu estranho que um acordo tão grande, alegadamente avaliado em 200 milhões de dólares, foi firmado com pouca competição. Até agora. As informações são do Digital Spy.

Durante uma conferência para debater o futuro da indústria da mídia organizada pela Business Insider, o CEO da HBO, Richard Plepler, afirmou que a emissora não tinha nenhum interesse em “batalhar” pelo projeto.

Continua após a publicidade

Eu prefiro ser proprietário da nossa propriedade intelectual na sua totalidade,” disse o executivo de acordo com a Variety. “Eu prefiro trabalhar num produto inteiramente ligado a nossa marca,” completou.

Plepler ainda foi além para cutucar o Presidente e fundador da Amazon, Jeff Bezos, dizendo que o acordo nem é tão importante assim para o empresário. “Se eu sou o Jeff Bezos, isso é dinheiro que não tem muito valor,” disse Pleper. O CEO finalizou afirmando que 2017 será um dos anos mais bem sucedidos para a HBO até então e que eles têm muitos bons projetos em desenvolvimento.

Os melhores embaixadores para a HBO são o talento,” disse o executivo citando Nicole e Reese Whiterspoon, produtoras executivas da primeira (e praticamente certa) segunda temporada de Big Little Lies.

Apesar das cutucadas de Richard, vale lembrar que no início do segundo semestre deste ano o próprio Jeff Bezos interveio na condução da Amazon Studios e pediu que a executiva da empresa encontrasse a “nova Game of Thrones. Algumas séries foram canceladas como resultado, como Z: The Beginning of Everything e The Last Tycoon, sendo que o então Presidente, Roy Price, renunciou em outubro após acusações de assédio sexual.

Vale ressaltar que tanto a HBO quanto a Warner Bros., que detém os direitos dos filmes de Senhor dos Anéis, são “empresas irmãs” administradas pela Time Warner Inc.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours