Hilarie Burton revela que deixou One Tree Hill por conta do assédio de Mark Schwahn

Imagem: CW

Durante seis temporada, a atriz Hilarie Burton interpretou Peyton Sawyer, uma das protagonistas de One Tree Hill, drama adolescente da WB/CW criado por Mark Schwahn, exibida entre 2003 e 2012.

Sua saída no final da sexta temporada, um tanto quanto inesperada, sempre foi alvo de especulações pelos fãs. Hoje, após as acusações de assédio sexual feita por mulheres da equipe e do elenco da série contra o autor Mark Schwahn, Hilarie revela que deixou a produção por conta do comportamento inapropriado de Mark.

A atriz revela que durante as duas primeiras temporada da série, lutou contra a intenção de Mark em sexualizar gratuitamente sua personagem, luta que lhe rendeu a fama de ser uma atriz “difícil”. Depois da segunda temporada, as situações de assédio teriam se intensificado. “As coisas deram uma volta na terceira temporada. Foi quando Mark decidiu que eu era sua musa”, relembrou a atriz.

Continua após a publicidade

Em entrevista a Variety, Hilarie detalhou o que parecia ser uma rotina ininterrupta de assédio contra ela e outras mulheres envolvidas na série. Ela contou que Mark teria beijado-a na boca sem aviso e contra a vontade dela e que a tocou de forma inapropriada quando o mesmo estava acompanhado da própria esposa. O diretor também criava situações para colocar as mulheres da equipe umas contra as outras, sendo verbalmente abusivo e espalhando fofocas sobre relacionamentos que ele supostamente mantinha com mulheres do elenco.

Burton, que também já foi VJ da MTV americana, lembra que durante um tempo o showrunner de One Tree Hill se tornou um mentor para ela, ajudando sua personagem, permitindo que ela participasse de reuniões da produção e dando suporte para o sonho dela em começar uma gravadora. “Eu percebo agora que estava sendo feita de isca“, disse ela.

Em um dos relatos, Hilarie conta que durante uma viagem com Mark, ele teria dito que conversaria por telefone com o Presidente da CW sobre o futuro da série e queria que ela acompanhasse a conversa, já que tinha interesse em produzir. Durante a chamada, Mark teria feito um sinal para que ela sentasse ao seu lado. “Eu estava atenta à conversa dele com Dawn Ostroff, quando ele simplesmente se inclina e começa a me beijar. Eu o afastei, mas não podia dizer nada, porque ele estava ao telefone lutando para que nosso show continuasse no ar. Eu me vi em uma posição onde pensava: ‘Você tem que aguentar isso, Hil. Apenas ria. Você vai chegar em Wilmington em 45 minutos”, detalhou.

Nesse dia, de acordo com a atriz Danneel Ackles, que interpretou Rachel na série, após chegar ao set de gravações, Mark teria dito à ela que tinha transado com Hilarie na limusine. Ackles também foi vítima de Mark, que afirmava ter tido relações com a atriz. Ela nega as afirmações e disse que quando o conheceu ele incentivava que ela se aproximasse de Hilarie.

Durante as gravações do final da quarta temporada, Burton disse que Schwahn aproximou-se dela por trás e começou a massagear seus ombros e depois suas costas. Nesse momento, ela teria se aproximado dele e dito: “Você tem que parar, Mark. Estou falando isso como amiga, sua esposa vai ouvir sobre essa merda. Você vai perder seu emprego. Você não pode mais tocar as garotas“. Mark teria ficado furioso com a reação de Hilarie.

A atriz, assim como tantas outras, revela que o medo de ter a carreira prejudicada a impediu de expor os inúmeros assédios. Ela conta que recusou uma boa quantia em dinheiro para retornar para a sétima temporada, mas não comentou com ninguém da Warner sobre o comportamento de Mark. “Eu não queria que a Warner Bros. me visse como um problema, porque eles tinham sido tão solidários. Eu queria trabalhar na Warner novamente. Estou trabalhando na Warner Bros. agora”, ressalta Hilarie, que hoje faz parte do elenco de Lethal Weapon.

Hilarie conta ainda que toda essa experiência teve grande impacto negativo em sua carreira. Ela chegou a recusar trabalhos nos quais a colocaria com escritores que ela não conhecia. “O medo de ser forçado a reviver situações como aquelas era paralisante. Eu nunca mais quis ser a atriz principal em qualquer show, nunca mais”, disse.

Após as acusações, Mark Schwahn foi suspendo da produção de The Royals, série que ele criador e produtor executivo. Alexandra Park, atriz de The Royals, também afirmou ter sido “exposta ao comportamento de Mark.

Até agora, nem Mark, ou nenhum representante do showrunner se pronunciou sobre o caso.

Fonte: Variety

Italo Marciel

Italo Marciel

Cearense, 28 anos. Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação. Viciado em séries desde que se entende por gente e apaixonado por cinema. O cara que fica feliz em indicar uma boa série ou um bom filme para os amigos.

No comments

Add yours