Homeland – 4×05/4×06: About a Boy/From A to B and Back Again

Homeland-Episode-4.06-From-A-to-B-and-Back-Again-Synopsis-Promotional-Photos

Continua após as recomendações

Depois de 5 episódios, finalmente Homeland começou a desenrolar sua trama principal dessa temporada. Mesmo depois de várias reações desagradáveis, ao final da terceira temporada, a série continuou dando pequenos passos em seu desenvolvimento. É em “About a Boy” que vemos que tudo está conectado, nesse mundo de mentiras e segredos e em que todo mundo é um espião.

A interação mais óbvia sobre o tema do episódio foi a de Quinn e Fara, onde eles discutem o que é ser um espião. Fara não estava preparada para ajudar a operação de Carrie com tanta profundidade, depois de ser chamada a bordo para ajudar como a jornalista que tentaria ganhar a confiança de Ayaan, alguns episódios atrás. No entanto, desde que ela descobriu que Haqqani está vivo sem ser capturada, Fara quer ajudar de uma forma maior. Enquanto Quinn e Fara estão nesse dilema, a ação absurda de Carrie para ganhar a confiança de Ayaan foi explicada. Ela só tem alguns dias para trazer Ayaan para seu lado e tentar encontrar Haqqini.

Continua após a publicidade

Para um episódio que coloca em primeiro plano a forma como cada personagem é como um espião, a resposta submissa de Ayaan para Carrie, no final do episódio, sobre os remédio de Haqqani, não é convincente. Uma das histórias menos convincentes desse episódio acontece quando Saul consegue espaço para seguir Farhad Ghazi no aeroporto de Islamabad.

About a Boy” é focada em mostrar como cada personagem está tentando investigar algo ou alguém, com resultados muito diferentes.

Em “From A to B and Back Again” nos despedimos de um personagem da série. Após vermos a jornada de Ayaan ao encontro de seu tio, descobrimos que Haqqani e seus comparsas têm Saul sob custódia. Enquanto isso, Carrie não reage atordoada e nem se move para salvar seu amigo. Suas lágrimas são na verdade para Ayaan, que acaba sendo morto pelo próprio tio. E assistimos isso através da imagem de um drone, o equipamento que corou Carrie lá no primeiro episódio. Apesas de saber que disparar contra Haqqani só iria colocar a vida de Saul em perigo, Carrie ordena mesmo assim que atirem contra seu inimigo, nos rendendo uma cena e atuação espetacular de Claire Danes.

É difícil de acreditar que ela realmente perdeu a cabeça quando Ayaan morreu. Será que ela realmente sentia algo por ele ou é apenas uma familiaridade com a morte de alguém que ela estava envolvida romanticamente, que ainda sufoca suas habilidades de chefe da estação e coloca a emoção acima do intelecto racional?

Acredito que Ayann não era um personagem muito interessante nessa temporada. Parecia que seu propósito era apenas substituir Brody, aliando-se a Carrie, bem como os antagonistas da série. A inocência do personagem pareceu ser algo tenso considerando sua natureza conflituosa e com a tentativa de equilibrar uma dupla lealdade. Os escritores tentaram fazê-lo um pouco mais solto, mas ele era calmo demais para viver na mesma história do universo tenebroso da CIA.

Tags Homeland
Avatar

No comments

Add yours