House of Cards – 5×03 – Chapter 55

Imagem: Netflix/Divulgação
Imagem: Netflix/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

“This is our house. We are not leaving.” – Underwood, Frank.

Ditadura Underwood? Ocupação na Casa Branca? Motim? Não sabemos. O mais certo é de que Frank vença as eleições por mais improvável que a situação faça parecer. Qualquer coisa diferente disso me surpreenderia muito, pois não vejo como isso poderia acontecer neste momento da trama. Devem ter cartas ainda não colocadas na mesa, como a verdadeira reputação do Conway.

Continua após a publicidade

O concorrente de Francis ainda é um mistério. Algo que pode ser usado a seu favor é o uso correto da mídia. Agora, além de família perfeita, herói de guerra, ele também passa a ser uma pessoa transparente. Sua proposta de 24 horas respondendo perguntas foi bem audaciosa. Vemos claramente o quanto isso atingiu o atual presidente. Não só em seu ego, mas em outra questão que não vinha ganhando tanta importância quanto agora: a diferença de idade entre os dois.

Continua após publicidade
Imagem: Netflix/Divulgação

Assistimos HOC com impressões da política brasileira, da qual todos sabemos vive um frágil momento. Vemos como a manipulação pode ser usada para conseguir o que se quer, inclusive um golpe na democracia, como o que vivemos desde a saída da presidente Dilma. Agora imagina isso tudo na visão dos estadunidenses. Pois é. Agora que o carismático Obama deu lugar ao carrancudo Donald Trump, comparações são inevitáveis. Imagina o que não podemos esperar de paralelos entre essas gestões na série nas próximas sequências!

Não tivemos novos acontecimentos que garantam avanços na narrativa principal por nenhum ponto, mas é sempre bom parar e ver como Kevin Spacey e Robin Wrigth funcionam bem juntos. Essa é a identidade da série: a impecável construção da imagem de seus protagonistas, saindo do fundo do poço até o mais alto cargo do mundo.

Continua após publicidade

O que posso dizer por fim é que esse foi um momento de refletir as ações do Conway e que cabe ao próximo episódio nos trazer respostas. A ansiedade está a mil e não sei como consigo conter o avanço automático da Netflix… haja força de vontade! Mas a espera valerá a pena, afinal, são cinco anos de bons e recompensadores capítulos. E que venha o 56 (e com mais cenas de cinema, porque olha, foram incríveis)!

É coisa de cinema: Vimos que os autores possuem inspirações fascinantes do cinema antigo.
É coisa de cinema 2: Esperando ansiosamente por novas interpretações como estas!
É coisa de cinema 3: E agora, sim, iremos para um episódio que vai colocar fogo na Casa Branca!

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!