House of Cards – 5×11 – Chapter 63

Imagem: Netflix/Divulgação

Continua após as recomendações

“Melhor ter os dois pés no chão, do que estar a dois pés abaixo dele” – Um cartão de aniversário qualquer

O que dizer do melhor episódio da temporada? Difícil resumir todos os acontecimentos para nada ficar de fora da análise, mas uma coisa é clara: House of Cards nunca mais será a mesma depois do que está prestes a acontecer. Uma Casa Branca que vira um Big Brother, Claire e Francis divergindo em opiniões que podem decidir o futuro político do casal e por fim, aqueles que querem a cabeça do presidente cada vez mais próximos de conseguirem que ele seja condenado por seus crimes. E isso é o mais próximo que consigo dizer do que foi esse maremoto de revelações!

Vemos Francis ter de lidar com um possível impeachment. Ele começa acreditando ser algo impossível, mas o fazem enxergar essa possibilidade e uma exoneração, ou até mesmo uma admissão de culpa começa a ser algo que não o assusta mais tanto quanto no início de suas estratégias. Acho que nada mais poderia ser certo depois da secretária de estado o ter abandonado e servir como testemunha contra ele em troca de sua imunidade.

Continua após a publicidade

Imagem: Netflix/Divulgação

Agora para tudo para a quebra da quarta parede feita por Claire! Essa foi a melhor e mais provocativa até agora! Não poderia ter ficado mais claro para todos nós que ela vai dominar ainda mais essa série. Entendi o recado como uma forma de dizer que ela não liga para nossa aprovação. Que ela é bem mais na dela no sentido de não procurar dividir seus íntimos, podridão ou qualquer outro tipo de sentimento com um estranho, coisa que Francis faz mesmo com prazer.

Como falei algumas reviews atrás, agora é hora de correr com a história. Vemos diversos acontecimentos acontecendo todos de uma vez, tudo em troca de sofrermos quase dez capítulos com uma arrastada eleição. MacAllan deixou uma bomba para Leann em seu notebook, mas…e aí? O que vimos disso? Só a expressão dela de espanto. Queremos mais! Essa história já está enrolada demais e só temos mais dois capítulos para vê-la!

The Washington Harold deu lugar ao velho e amado Slugline para vazar algo para acabar ainda mais com a figura do presidente. Que tiro foi esse?! O Tom está cada vez mais próximo da verdade, mas isso se mostra também muito perigoso. Afinal, o que é ganhar um cartão bem bonitinho de ameaça, não é mesmo? E como eu fico em relação a tudo isso? Bota mais fogo que está pouco!

Lacre – Francis mandou seu “parceiro” passear. Louco ele também, coitado.
Grito – Leann e Doug juntos é mais nojento que uva passa no arroz (eca).
Berro – Claire quebrando a quarta parede está um replay infinito no meu celular.
Tiro – Esse final foi incrível. Tragam um prêmio para quem o escreveu.