How To Get Away With Murder – 3×13 – It’s War

Imagem: Banco de Séries

 

That’s what I call threat.

Menina do céu, as coisas esquentaram em Murder essa semana! A série trouxe um episódio carregado de emoções e ainda nos revelou uma informação bombástica no final. Então vamos conferir o que rolou?

Não sei se vocês estão com essa sensação, mas fico numa angustia profunda sabendo que titia Annalise e seus pupilos estão por um triz de terem todos os seus podres descobertos. Essa promotora é um verdadeiro tormento na vida deles e eles terão que rebolar muito para conseguirem se livrar disso. Aliás, Annalise já começou a fazer suas jogadas, e agora ela está numa verdadeira guerra com a promotoria.

Continua após a publicidade

Esse episódio mostrou muito o lado humano dos personagens. Annalise se encontrou com seus alunos pela primeira vez após sair da prisão e foi nítida a indignação de Laurel quanto a sua suposta passividade diante à morte de Wes. Vemos que a garota não suporta mais lidar com Annalise e não dá um refresco a ela. Seus diálogos com Keating são pesados, carregados de raiva e angustia. Ela quer porque quer envolver os Mahoney no assassinato de Wes, tendo até contratado um detetive particular, mas Annalise é totalmente contra isso, visto que ela sabe o quão perigosos eles são.

Sua última cartada foi ameaçar a promotoria de entrar com uma ação contra o Estado, de conspiração, caso eles não localizem o corpo do Wes. Dessa vez, ela comprou uma briga das boas, mostrando que não está morta. Assim sendo, convocou Oliver para vazar um artigo de fonte anônima falando sobre o sumiço do corpo do Wes, mas o que ela não esperava é que eles fossem revidar com um golpe tão forte. A promotoria ameaçou prosseguir com o processo de Annalise não apenas com prisão perpétua, mas também com pena de morte. Pesado. Isso que eu chamo de briga de cachorro grande.

Imagem: Banco de Séries

Agora vamos dar algum crédito ao Frank. É inegável que ele mandou muito bem dessa vez. Numa jogada de mestre no tribunal ele conseguiu solicitar que todas as pessoas que Atwood entrou em contato no dia da remoção do corpo do Wes fossem analisadas, para assim provar que ela foi a responsável pela transferência. Boa, Frank!

Oliver continua na sua saga de descobrir o que tinha no telefone de Annalise. E ele consegue uma informação muito importante. Connor ouviu a mensagem de Annalise naquela noite e na verdade ele não ficou o tempo todo com Thomas. Ou seja, Oliver sacou que Connor esteve na casa de Annalise no dia do incêndio. E para completar, ao final temos uma informação bombástica revelada: não só o Connor esteve na casa de Annalise, como também realizou massagem cardíaca num Wes desfalecido. O que isso sugere? Que ele matou Wes, se arrependeu, e depois tentou salvá-lo? Isso abre a possibilidade dele ter incendiado a casa com o Wes lá dentro para encobrir o seu crime. Não sei, são muitas teorias. Mas que o Connor tem alguma culpa no cartório, isso ele tem.

P.S.: Asher melhor pessoa! Ele sacou logo que Connor anda muito estranho e que acusa Annalise o tempo todo. Ele começa a desconfiar que quem fez a denuncia anônima foi na verdade Connor.

P.S. 2: Descobrimos que Soraya é uma informante de Atwood em troca da guarda de seus filhos. Bitch!

Izabella Viana

Izabella Viana

Enfermeira, viciada em séries, apaixonada por livros e que tem como melhor amiga a menina Netflix. Daquelas que trocam uma noite de balada pelo conforto de sua casa assistindo a um bom seriado. Do coração: Friends, Dexter, Breaking Bad e Grey's Anatomy.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Bruno D Rangel 1 março, 2017 at 23:35 Responder

    Soraya nunca me enganou com aquela cara de sonsa. Frank mozão <3 Annalise vai ressurgir das cinzas nesses dois últimos episódios. Assim espero hehe

Post a new comment