How to Get Away with Murder – 4×01 – I’m Going Away

Imagem: HTGAWM Brasil
Imagem: HTGAWM Brasil/ABC/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

TGIT, my old friend, como eu te esperei!

Continua após a publicidade

A Fall Season chegou e com ela How to Get Away with Murder em sua 4ª temporada, porém sem muita emoção. Não tenho dúvidas que esse foi o primeiro retorno da série sem ser bombástico. O episódio foi just ok, mostrando o rumo dos Keating 4 (R.I.P. Wes) após os grandes acontecimentos desde a morte de Gibbins e a decadência profissional de Analise.

Continua após publicidade

Keating é tão rainha que até mesmo para dar um pé na bunda de seus pupilos ela tem classe. Nossa advogada marca um jantar com todos apenas para dizer que o tempo deles chegou ao fim: Michaela, Asher, Connor e Laurel estão livres da titia. Mas pelo visto não era bem isso que eles queriam. Ao entregar uma carta de recomendação para cada um, como se fosse um passe de liberdade para se livrarem de toda a desgraça, o pessoal não reage tão bem. É incrível pensar que eles ainda querem permanecer ao lado de Annalise, mesmo depois de todas essas mortes. Sem falar que todos poderiam estar presos no momento. Eles ainda preferem correr o risco de ficar com Keating, mesmo sabendo o tanto de tragédia que ela atrai? O único sensato foi Connor, que agradeceu aliviado por sua demissão.

Paralelo a isso, Annalise tenta seguir sua vida. Visita sua mãe (melhor personagem possível!) e vemos que a senhorinha não está em seus melhores dias. A demência de Dona Ophelia se encontra cada vez mais avançada e Keating cogita a possibilidade de mandá-la para uma casa de tratamento de idosos. Particularmente gosto muito desse plot da série. É interessante ver Annalise interagindo com sua família, ainda mais com uma mãezona dessa. Acredito que Ophelia tem muitos segredos chocantes para nos revelar sobre o passado de sua filha. Curioso ver esse envolvimento maior de Keating com sua família, uma tentativa de mostrar o lado humano da personagem. Afinal de contas, amamos a Anna Mae.

Continua após publicidade

Sem muitas surpresas, o episódio foi conduzido lentamente em cima da reação dos meninos em relação à demissão. Mas uma das grandes surpresas foi saber que nem mesmo Bonnie ficou de fora dessa. A loirinha também não trabalha mais para Annalise e agora vemos ela numa entrevista de emprego com o arqui inimigo de Keating, Denver, o promotor responsável em grande parte pela decadência de nossa advogada. O que esperar em relação a isso? Bonnie finalmente vai ficar contra Annalise ou isso tudo faz parte de um plano maior para descobrir informações valiosas sobre Denver?

Por fim, em um flashfoward – recurso marca da série -, vemos o terapeuta de Annalise e Frank chegando no hospital para ver uma Laurel desesperada com a possível perda de seu bebê. Infelizmente, as grandes emoções de I’m Going Away ficaram só para o final – e nem foi lá essas coisas. A qualidade de Murder é posta em jogo, já que para muitos a série já deveria ter terminado ou está com seu prazo de validade se esgotando. Temos que admitir que a história da série se esgota em si, e seria de bom tom que terminasse no seu auge (embora esse já tenha passado). Acredito na capacidade de Nowalk de virar o jogo com muitos plot twists que estamos acostumados, mas os fãs já estão receosos que a série não consiga surpreender tanto como fez em suas duas primeiras temporadas.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!