Jane the Virgin – 3×16 – Chapter Sixty

Imagem: Youtube/Reprodução

Continua após as recomendações

Conforme visto nos episódios passados, Jane já não chorava mais ao citar Michael e parecia pronta para seguir em frente. Entretanto, com a publicação de seu livro, Jane teria que tomar uma difícil decisão: vender o livro baseando-se apenas na história do mesmo ou conseguir uma triagem maior usando sua historia de vida para a publicidade.

A protagonista também engatou em um romance com o colega de trabalho de seu pai e teve o seu interesse sexual despertado e considerando uma relação um pouco mais casual com Fabian. Por outro lado, tivemos sua abuela relutando em ter qualquer tipo de relação sexual com seu novo interesse amoroso sem o matrimônio.

Continua após a publicidade

Já Rafael teve muito com o que lidar durante esse episódio dividindo seu tempo entre tentar reconquistar Petra e grampear o quarto onde sua irmã e a namorada estavam hospedada contratando um detetive particular (nada discreto, por sinal) para realizar esse trabalho. Infelizmente, o plano não deu certo, porque Crime Lord que é Crime Lord não abaixa a guarda nunca, não é mesmo, Sin Rostro?

Agora podemos falar da cena mais bonitinha e fofa do episódio? O que foi Rogelio chorando e desabafando sobre a perda de seu melhor amigo Michael? Gente, quem não derrubou pelo menos duas lágrimas não tem coração, sério! Sinceramente, vou sentir mais falta desse bromance do que de todo o relacionamento de Michael e Jane. Prioridades…

O que acharam do episódio?

No comments

Add yours