Joe Morton comenta as reviravoltas chocantes do último episódio de Scandal

Imagem: Bustle

Continua após as recomendações

Depois dos acontecimentos chocantes da semana anterior e da revelação de quem será o próximo Presidente dos Estados Unidos, Scandal trouxe um episódio ainda mais intenso desta vez com o confronto entre Olivia Pope e Ruland e Peus, além de alguns confrontos entre Rowan Pope e praticamente toda a administração do país.

Continua após a publicidade

Sabendo disso, o TV Line fez uma entrevista com Joe Morton, o intérprete de Rowan Pope, para saber o que ele achou de tudo o que aconteceu em mais um episódio extremamente agitado de Scandal.

Na experiência de quase-morte de Rowan – Tudo está relacionado a sua resiliência e habilidade de estar à frente do que vai acontecer. Na vinícola com Cyrus, ele foi pra lá com uma certa suspeita. Ele acabou de contar para aquele homem que atirou em Frankie Vargas, então ele tinha que cuidar das suas costas. Não me surpreenderia que Cyrus tentaria matar Rowan nesse momento.

Na rixa entre Rowan e Fitz (e aquele beijo) – Esses dois homens não se suportam, então claramente Fitz queria fazer alguma coisa para irritar Rowan – beijando sua filha na sua frente. Fitz sempre quer colocá-lo numa posição que Rowan está “algemado” ou “preso” na tentativa de fazê-lo menor, mas não parece ter funcionando muito bem.

Em Rowan chamando Olivia de stripper – Ela sempre será o tesouro da vida dele, algo que ele vai proteger para o resto da vida. Entretanto, isso não significa que ele vai concordar com o seu comportamento todas a vezes, especialmente quando o assunto é Fitz. Ele acha que o Presidente é ruim e mimado, e pensa que estar com Fitz não é a coisa mais inteligente a se fazer em inúmeros momentos. Isso não significa também ele ama ela menos por isso.

Na chacoalhada de Rowan em….todo mundo – Ele está disposto a colocar sua vida na reta, porque é assim que a vida tem sido deste então. Então quando ele xinga todas essas pessoas – políticas que, além de Jake, nunca colocaram suas vidas na reta por um propósito – é a sua maneira de chamar-lhes atenção e deixar claro que eles tiveram uma conversa direta, mas não estão fazendo nada de bom.

Quanto ao futuro de Rowan na Casa Branca – Eu não consigo imaginar Rowan passando mais um segundo na Casa Branca, então Olivia se tornando Chefe de Gabinete de Mellie não muda nenhum aspecto disso.

Na escolha do Vice de Mellie – Há muitas coisas boas em relação àquilo. Por um momento, nós estamos dizendo que é possível ter duas mulheres administrando o país. Além disso, Luna parece ser alguém que representa as posições e desejos de Frankie, então me parece uma ótima escolha.

Quanto ao futuro da Organização Shadowy – Para todos os fins, eles representam tudo aquilo que nós não gostaríamos que acontecesse com o governo, fazendo tudo o contrário de alguém que tem o dever de ter os interesses da nação acima de tudo. O personagem Theodore Peus representa, eu acredito, Steve Bannon [Estrategista Chefe do Presidente Donald Trump] da vida real. É alguém que esteja dentro da Casa Branca cujo ponto de vista não é necessariamente o melhor para o país.

Fonte: TV Line

Tags Scandal
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours