Justiça – 1×13 – Capítulo 13

justiça-11
Imagem: Reality Social (Twitter)

 

Continua após publicidade

Síndrome de Estocolmo: (Stockholmssyndromet em sueco) é o nome normalmente dado a um estado psicológico particular em que uma pessoa, submetida a um tempo prolongado de intimidação, passa a ter simpatia e até mesmo sentimento de amor ou amizade perante o seu agressor.

Continua após a publicidade

Eu estou no chão com esse episódio, e muitos de vocês também estão, tenho certeza.

Continua após publicidade

Semana passada vimos que a vida, por algum motivo, cruzava os caminhos de Elisa e Vicente o tempo todo. Nesse episódio, vimos os dois se procurando a todo momento. Foi perturbador, porque todos nós sabemos o que Vicente fez (e não “perdoamos” ele), e isso foi uma jogada incrível do roteiro, que brinca com a nossa hipocrisia com uma inteligência sem precedentes na TV brasileira.

justiça-12
Imagem: Reality Social (Twitter)

Sim, a hipocrisia, a culpa e a moral são os grandes temas dessa história. Ninguém é santo, mas ninguém é um monstro sem sentimentos. Todos erraram e, de alguma forma, pagaram pelos seus erros. Inclusive Isabela, que até depois de morta é julgada – vimos isso na tal caixa que loucamente Elisa nunca tinha encontrado, onde a falecida escreveu seus pensamentos mesquinhos sobre o noivo “novo pobre”; e na lembrança de Elisa onde descobrimos que a jovem não terminou o Ensino Médio porque “não quis” (será que foi por isso mesmo?).

Continua após publicidade

Vicente matou e não se perdoa. Mas para Elisa, parece que todos os erros da filha justificam as atitudes do ex-presidiário. Se isso não é Síndrome de Estocolmo (que eu colei o significado lá no início do texto), então não sei de nada!

Afinal, está tudo tão à flor da pele, que os dois acabam se envolvendo, e de uma maneira tão poderosa que até o fato de que Elisa planejava matar Vicente tornou tudo mais interessante para o moço, se tornou um motivo para procurá-la. Agora, finalmente, Vicente pode olhá-la nos olhos e, de alguma forma, enxergar nela erros parecidos com o que ele cometeu.

Aquele beijo apressado que “chocou” a família brasileira tinha em sua composição raiva, ódio, saudade, aflição, medo e, também, um anseio de vida. Eram duas pessoas que praticamente morreram sete anos atrás que estavam ali, juntos, tentando encontrar algo. Já ouvi teorias de que tudo é vingança de Elisa, mas nesse caso não sei mesmo o que pensar. 

E vocês, o que acham?

Publicitária, social media, mangaká e dançarina em protestos. Também sou apaixonada por séries e admito que novelas são meu Guilty Pleasure. Apaixonada por comédias cult/pop/nerd, ainda pretendo fundar uma seita para os Adoradores de Arrested Development. Aqui no Mix sou editora de Realitys Show e escrevo as reviews de todos os realitys do mundo, como Masterchef BR, The X Factor UK e BR, The Voice US, AUS e BR, BBB e RuPauls Drag Race.