Kevin (Probably) Saves the World: nova série da ABC abordará espiritualidade e não apenas religião

Imagem: ABC/Divulgação

Continua após as recomendações

A ABC anunciou que alterou o título de sua nova série, prevista para estrear nessa fall season, The Gospel Of Kevin para Kevin (Probably) Saves the World. A mudança pode parecer pequena, mas a novo título revela o tom mais cômico da série e vende melhor a nova produção.

Para o protagonista do show, Jason Ritter (Parenthood), a mudança tem um objetivo maior. “O título original poderia ser interpretado como algo ‘restrito’ logo de cara. Você lê ‘gospel’ e essa palavra significa algo muito específico na sua cabeça, se isso não é algo que faz parte do seu cotidiano, você achará que essa série não é para você”, explicou.

Continua após a publicidade

Restringir o público nunca esteve nos planos das criadoras Tara Butters e Michele Fazekas (Reaper, Agent Carter), quando criaram a série, que conta a história de um homem egoísta e deprimido, que recebe a missão de um ser celestial de salvar o mundo.

A julgar pelo conteúdo, é possível presumir se tratar de uma produção voltada para o público mais religioso, católicos ou evangélicos, mas Butters e Fazekas garantem que é uma série para todos. “No fim das contas, você pode ser uma pessoa religiosa ou não e ainda assim se conectar com a história de Kevin em busca de ser uma pessoa melhor. Para nós, a série é sobre esperança. Eu percebo que atualmente na TV há mais produções sobre histórias distópicas do que sobre pessoas aprendendo a ser gentis umas com as outras. A mensagem no coração da nossa série é: não seja um idiota!”, explicam.

Quem acompanha a carreira do ator Jason Ritter deverá perceber uma grande semelhança entre seu novo trabalho e outra série da qual ele fez parte, Joan Of Acardia, que foi ar entre 2003 e 2005 pela CBS. Na série, Ritter também se chamava Kevin e era irmão de Joan (Amber Tamblyn), uma adolescente que tinha uma conexão direta com Deus, que a visitava disfarçado de várias maneiras: crianças, idosos, jovens. Na produção prestes a estrear, Kevin se comunica com Deus através de uma “mão contratada”, que muitas vezes se atrapalha com os detalhes dos planos. Jason vê nisso a principal diferença entre as duas séries: “Yvette está tentando ajudar Kevin, ao mesmo tempo que tem sua própria missão, mas ela não sabe como tudo vai se desenrolar. Ela está nessa jornada junto com Kevin”, destaca.

Imagem: ABC/Divulgação

A atriz Kimberly Hebert Gregory viverá Yvette, o ser celestial que chega à Terra em um meteoro, com a missão de ajudar Kevin. Encontrar a pessoa perfeita para o papel parece ter sido um desafio para as criadoras. O piloto da série foi gravado com a atriz Cristela Alonzo, mas Kimberly, que já havia feito audição para o papel, foi escalada oficialmente. Butters e Fazekas afirmam que a substituição foi baseada em uma decisão criativa, nada relacionado ao desempenho de Cristela. Ainda assim elas destacam o fato da nova atriz ter encontrado o tom perfeito para a personagem. “Ela entendeu que era uma comédia. Eu acho que algumas pessoas olhavam para o personagem e pensavam ‘é um anjo, então eu tenho que agir como um anjo’. E isso é parte do personagem, mas não é a única coisa”, explica Fazekas.

Essa irreverência necessária para interpretar Yvette, a criatura celestial, é o que as produtoras querem imprimir na série. Em Kevin (Probably) Saves the World, os anjos não se encaixam nos moldes que todos esperam que um “mensageiro de Deus” possua. “Nós não queremos fazer um show sobre a religião. Nós queremos fazer um show sobre esperança e sobre espiritualidade”, enfatiza a produtora.

Tematicamente, Deus é apenas um dos vários pontos de ignição da história. Logo no piloto, os telespectadores irão descobrir que Kevin tentou suicídio e foi para a casa de sua irmã Amy (JoAnna Garcia Swisher) e sua filha adolescente Reese (Chloe East) para se recuperar. “Há muitas séries que abordam a temática do suicídio, mas o problema é que eles não mostram que pode haver outra maneira”.

A história do passado sombrio do protagonista se encaixa perfeitamente na missão declarada de ambas as criadoras, Butter e Fazekas, em espalhar uma mensagem de fé – não de religião – em um cenário que a TV usualmente não mostra. “Eu espero que a mensagem que seja captada da série seja a de que você pode chegar ao fundo do poço e ainda assim encontrar esperança”, reflete Tara Butters.

Kevin (Probably) Saves the World estreia no dia 3 de outubro na ABC.

Fonte: The Hollywood Reporter

Italo Marciel

Italo Marciel

Cearense, 28 anos. Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação. Viciado em séries desde que se entende por gente e apaixonado por cinema. O cara que fica feliz em indicar uma boa série ou um bom filme para os amigos.

No comments

Add yours