Law & Order: SVU – 19×04 – No Good Reason

Imagem: NBC/Divulgação

Até onde o bullying é capaz de chegar? Este foi o foco do quarto episódio da 19ª temporada de SVU.

Uma garota popular na escola, cheia de amigos, classe media alta, aparentemente, querida por todos, boa aluna, não mexia com ninguém, vitima não só de um trote humilhante, mas também de um estupro por quem ela menos esperava, “seu melhor amigo, como um irmão”, segundo suas próprias palavras.

Continua após a publicidade

A agressão que ela sofreu ali não foi só física. Ficou evidente que seu psicológico foi extremamente atingido, e, creio eu, a intervenção da Amanda Rollins com aquele discurso de como “você não foi a primeira e nem será a última e é possível superar” evitou que algo muito pior tivesse acontecido.

O que me deixou mais chocada neste episódio foi como todos os agressores não levaram aquilo a sério. “Era uma piada”, eles diziam, “estávamos brincando, a gente gosta dela”. Pera, oi? Como assim você gosta de alguém, o considera seu amigo e se aproveita de um momento de fraqueza da pessoa (a menina estava doidona de maconha) para humilhá-la, expô-la e, pior de tudo, estuprá-la? Isso sem contar as milhares de mensagens que a vítima recebeu acusando-a de ser a culpada, de ser a mentirosa, de ter gostado, de ter pedido aquilo tudo.

NÃO, ela NÃO pediu porque havia fumado um baseado, ela NÃO pediu porque estava bêbada, ela NÃO pediu porque sua roupa era provocante. Vamos parar com essa conversinha ridícula: NINGUÉM PEDE PARA SER ESTUPRADO, seja mulher, homem, gay, criança, adolescente, bicho ou alienígena.

No fim das contas, todos entenderam que aquilo estava longe de ser “apenas uma brincadeira” e o rapaz pegou 4 anos de cadeia e vai para a lista de criminosos sexuais americana. Os outros pegaram penas mais leves, seria o equivalente à serviço comunitário e cestas básicas aqui no Brasil.

Minha cena favorita foi a Olivia naquele auditório mostrando aos jovens que todos estamos sujeitos à violência, todos nos podemos sofrer de algum tipo de bullying, trote e até mesmo, abuso.

No lado pessoal, tivemos a intimação recebida pela Liv para uma investigação psicológica e financeira movida pela avó biológica do Noah e o apoio de Rollins à tenente com palavras de carinho e força. Escutem o que eu digo: Isso ainda vai feder e muito. Essa história está longe de chegar ao fim.

Esperando ansiosamente pelo próximo episódio que já passa amanha, 26 de outubro, me despeço. Espero que gostem e deixem sua opinião, historia, comentário. O que vocês acham que podemos fazer para evitar o bullying e outros tipos de violências nas escolas? Até a próxima, uai.

Avatar

LaryCarvalho

Mãe de 3 princesas, de 2 anjos de 4 patas e esposa dum homão da porra! Mantenho a mente sã legendando e assistindo série. Sempre tento ver as coisas pelo lado bom e espero sempre o melhor dos outros. Brasileira, mineira e feliz, Uai!

No comments

Add yours